Vendas do varejo em SP caem 6,6% em fevereiro

Segundo a ACSP, as vendas do varejo na capital paulista seguem em queda, impulsionada, principalmente, pela base alta de comparação. Entenda

Crédito: Melissa Lulio

As vendas do varejo na cidade de São Paulo apresentaram queda de 6,6% em fevereiro, na comparação com o mesmo mês do ano passado, de acordo com a ACSP (Associação Comercial de São Paulo).
A queda mostra que o varejo na capital paulista ainda não apresenta recuperação, mas foi influenciada, principalmente, pelo fator calendário, uma vez que o mês de fevereiro do ano passado apresentou um dia a mais.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
“Se não fosse por isso, o resultado de hoje teria sido melhor”, disse, em nota, Alencar Burti, presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp).
Em relação a janeiro, as vendas caíram mais, em 7,2%, também por conta do fator calendário: janeiro apresentou três dias úteis a mais.
“As retrações estão perdendo força e o desempenho do varejo vai melhorar se o Banco Central continuar derrubando a taxa básica de juros e repassar essa queda para o consumidor”, declara Burti.
Segundo a Associação, as vendas à vista verificaram um recuo de 4,8% em fevereiro, em relação a 2016. Já as vendas a prazo apresentaram queda de 8,4% – ainda por conta dos altos juros, que encarecem o crédito e prejudicam segmentos mais dependentes de prazo, como eletrodomésticos, materiais de construção e automóveis.
No acumulado do primeiro bimestre deste ano, o setor acumula recuo de 5,8% na capital paulista.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS