O varejo precisa prestar atenção no mundo mobile

As compras por dispositivos móveis só crescem, mas os consumidores apontam obstáculos desse canal que deveriam ser investimentos prioritários das marcas

Shutterstock

A presença dos canais digitais é bastante importante na vida dos consumidores brasileiros – principalmente o mobile. Conforme aponta a pesquisa Total Retail, realizada anualmente na PwC, a proporção de pessoas que utiliza o uso de smartphones para compras pelo menos uma vez ao mês cresceu de 15% para 31%. A loja física, ainda a principal opção do público, foi citada por 55% dos respondentes (em 2013, o número era citado por 70%).

Gráfico: Fernanda Pelinzon, Grupo Padrão | Fonte: PwC

Gráfico: Fernanda Pelinzon, Grupo Padrão | Fonte: PwC


A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
“Esse comportamento destaca duas vertentes claras: a comodidade buscada pelo público, já que o smartphone está com o cliente praticamente o tempo todo, e a própria evolução tecnológica dos dispositivos, que estão cada vez melhores”, analisa Ricardo Neves, sócio da PwC e especialista em varejo e consumo. Mesmo os tablets, que em dado momento tinham uma maior adesão, atualmente perdem para os celulares.
Conectados
A adesão às compras online entre os brasileiros é um fenômeno que fica até mesmo acima da média global. Enquanto 75% dos entrevistados do Brasil têm três ou mais de experiência comprando virtualmente, globalmente esse número é de 64%. Com relação a frequência, 39% dos respondentes apontam consumir online mensalmente, enquanto a média global é de 34%.
As compras, porém, são preferencialmente feitas pelo computador. Os smartphones, nesse sentido, se destacam como uma ferramenta de comparação de preços e pesquisa de produtos – comportamento que também fica acima da média global, conforme o gráfico aponta:
Total Retail, PwC

Total Retail, PwC


A maior preocupação nacional com relação às compras mobile é a segurança de seus dados. 64% dos respondentes concordam que têm receio de ter suas informações roubadas ao utilizar o smartphone para compras.

Mesmo assim, um ponto merece destaque: quando questionados sobre os obstáculos gerais que enfrentam na hora de realizar as compras no mobile, o quesito ‘sites para dispositivos móveis não são fáceis de usar’ fica sensivelmente acima do receio sobre a segurança. Em tempos de mobile first, o varejo não pode correr esse risco.

Os obstáculos para o uso do canal mobile para compras

Total Retail, PwC

Total Retail, PwC


 

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS