Empresa da Riachuelo aumenta vendas, mas lucro cai 9% em 2016

Companhia conseguiu aumentar a receita líquida em 7,5%, mas ainda assim não conseguiu elevar o lucro acumulado. Confira a performance da marca

A Guararapes, detentora da Riachuelo, conseguiu aumentar em 7,5% a receita líquida da companhia no ano passado, em relação ao mesmo período do ano anterior, alcançando quase R$ 6 bilhões em vendas líquidas. Contudo o lucro líquido caiu 9,3% no mesmo período, para R$ 317,6 milhões.
As vendas em mesmas lojas – aquelas abertas há mais de 12 meses – cresceram 0,5% no ano passado. No último trimestre do ano passado, as vendas em mesmas lojas aumentaram 0,7%, com receita líquida de mercadorias totalizando mais de R$ 4,2 bilhões – um aumento de 4,6% em relação ao mesmo período de 2015.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
“A performance de venda em mesmas lojas e a expansão da margem bruta consolidada de mercadorias apresentada no quarto trimestre é reflexo do bom desempenho das novas coleções, da melhora do nível de estoque e do menor volume de demarcações, mesmo diante de um ambiente promocional ainda bastante competitivo”, disse a empresa em relatório para investidores.
Ao final do período, a companhia somou 291 operações, frente as 285 lojas de 2015 – 6 unidades a mais. “O processo de expansão reflete o objetivo da Riachuelo de conquistar novos mercados e consolidar suas posições regionais por meio da inauguração e remodelação de unidades”, disse a empresa.
Ao final do quarto trimestre de 2016, a Riachuelo contava com 47% de sua área de vendas com idade entre um e cinco anos.
Um destaque de 2016 foi o desempenho da Midway Financeira, braço de serviços financeiros da companhia.  A receita da operação financeira atingiu R$ 1,7 bilhão, um valor 15,9% maior que o verificado no ano anterior.
Considerando o cartão private label da companhia, ele atingiu no ano passado uma base de 28,2 milhões de cartões. O ticket médio do Cartão Riachuelo totalizou R$ 175,7, um aumento de 8,6% frente a 2015.
Com isso, o cartão da marca atingiu 45,2% em participação das vendas no ano passado.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS