Onde um consumidor vê um problema, uma startup enxerga uma solução

Novas empresas estudam materiais e modelos de negócio para capturar valor com novas ideias. O Shoptalk mostrou como. Entenda

Las Vegas (EUA) – Startups são empresas que partem de uma ideia para iniciarem sua operação. Normalmente essa ideia responde a uma necessidade específica do consumidor, não contemplada em um modelo de negócio existente. Essas empresas também obtém vantagens usando novas matérias-primas ou tecnologias de ponta e gostam de desenvolver novas metodologias. O Shoptalk 2017 dedicou vários conteúdos para discutir o que se pode aprender com essas empresas em termos de uso do serviço e design na criação de novos produtos. O painel “Inovação de Produto” reuniu gente como: Tim Brown, co-fundador da AllBirds, Tim Chang, sócio do fundo Mayfield, Hyungseok Dino Ha, Co-fundador e CEO da Memebox e Ben McKean, Co-fundador e CEO da Hungryroot, para falar sobre processos criativos e tecnologias usadas para desenhar novos produtos e processos de comercialização, além de estratégias para competir com empresas maiores e já estabelecidas.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Dino Ha diz que a empresa, apesar de seus cinco anos, só tornou-se inovadora em 2016. A plataforma tem hoje três mil produtos e ajuda a reduzir as lacunas entre a cosmética coreana e as pessoas. É uma espécie de clube de assinaturas de beleza, que procura desenvolver produtos de forma colaborativa. Um tipo de cosmética inteligente com especial eficácia nos cuidados com a pele. E o cliente tem até 101 dias para devolver o produto e pedir o dinheiro de volta em caso de insatisfação. Dessa forma, com o negócio consistente, seis escritórios, a empresa foi captar investimentos no mercado. A empresa faz dos dados a base de sua inovação.
A Hungryroot é um e-commerce de alimentos que concilia sabor e saúde. São pratos inovadores, que ficam prontos em apenas sete minutos, baseados em culinária vegetariana, com qualidade proteica e fibras que fazem as pessoas se sentirem bem, além de baixíssimos teores de sódio. O conceito é de comida confortável. Segundo Ben McKean, a empresa já tem 90% das vendas on-line e o restante distribuído em mercados como a Whole Foods, associados à alimentação saudável. O uso dos dados coletados pelas interações com os consumidores permite à Hungryroot continuamente aprimorar as receitas, entendendo as tendências e assegurando o crescimento constante do negócio. A inovação, claro, partiu do produto físico, da pesquisa alimentar e depois o modelo de distribuição, por meio de mercados de proximidade e voltados para comida saudável. O tipo de alimentos que a Humgryroots produz não é simples de vender em canais tradicionais.
Já a Allbirds é uma empresa nascida na Nova Zelândia que desenvolveu tênis e calçados baseados na lã merino, uma espécie de ovelha, que têm incríveis diferenciais – reduz odores, mantém a hidratação dos pés e regula a temperatura das extremidades do corpo. Uma incrível inovação de produto, baseada em novos materiais e que se completa com um design notável dos calçados. Claro, há um conceito sustentável, na medida em que a lã é uma matéria-prima renovável e totalmente sustentável. A Allbirds construiu uma comunidade de seguidores em torno da marca. Tim Brown, fundador e CEO da empresa afirma categoricamente que sua empresa produz os mais confortáveis calcados do mundo e obedecendo a um processo incrivelmente sustentável, o que atrai consumidores e os faz defender a marca.
Inovação em alimentos, em cosméticos e em calçados. Inovação em produtos originadas na Nova Zelândia, na Coreia do Sul e nos EUA. Sem dúvida, neste momento, em algum lugar, há pessoas pensando e criando produtos e modelos de negócio fenomenais que impactam não só o varejo, mas indústrias tradicionais. O Shoptalk mostrou que há muito espaço para a inovação no mundo inteiro.
Acompanhe a cobertura do Shoptalk 2017 aqui no Portal NOVAREJO por meio da #nvnoshoptalk. A cobertura completa do evento você confere na revista digital NOVAREJO, bem como nas redes sociais.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS