McDonald's do Brasil cresce 3% em 2016

Maior franquia da marca no mundo, McDonald’s do Brasil consegue atingir um faturamento de US$ 1,3 bilhão no ano passado. Confira

A Arcos Dorados, maior franqueada do McDonald’s no mundo, tem apresentado recuperação nos últimos trimestres. Em 2016, a maior franquia da marca no mundo viu as vendas crescerem 3% no Brasil em relação ao ano anterior. Ao todo, foram registrados US$ 1,3 bilhão de faturamento.
“Em 2016 a operação brasileira aumentou a sua receita e expandiu a rentabilidade mesmo diante de um cenário econômico desafiador. Isso foi resultado do esforço contínuo de oferecer maior valor aos nossos milhões de clientes para gerar bons momentos e experiências em nossos restaurantes”, afirmou em nota Paulo Camargo, presidente da divisão Brasil da Arcos Dorados.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
A gestão do menu e as ações de marketing contribuíram para o crescimento da empresa no País. Segundo a Arcos Dorados, o ano marcou a introdução de uma nova plataforma de valor, aliando produtos icônicos da marca a preços mais competitivos, a renovação da linha de sobremesas e McShake e o lançamento de uma categoria de sanduiches premium.
A marca encerrou o ano com 902 unidades no Brasil, presente em 23 estados brasileiros e Distrito Federal. Ao final de 2015 eram 883 restaurantes.
No mundo, o McDonald’s apresentou queda de 4,1% nas receitas consolidadas, para US$ 2,93 bilhões. A receita em moeda corrente, a empresa registrou um forte crescimento de 13,9%.
“Este resultado reflete o sucesso das nossas iniciativas de marketing”, disse em relatório Sergio Alonso, CEO da Arcos Dorados. Além disso, a empresa trabalha para reduzir a estrutura de custo a fim de capturar eficiências nos restaurantes. “Essas ações, combinadas com os esforços de reduzir os níveis de endividamento, posicionam a Arcos Dorados como uma empresa mais leve, mais eficiente e mais forte”, disse.
O plano da companhia é calcado em modernizar os restaurantes com base em tecnologia e de forma que os consumidores visitem os restaurantes da marca com mais frequência.
Ao todo, a empresa tem 2.156 restaurantes – 15 a mais do que o registrado em 2015. A ideia para 2017 é acelerar um pouco mais as aberturas: a empresa quer inaugurar entre 40 e 50 unidades no mundo – um investimento de até US$ 180 milhões.
A ideia da empresa é abrir 180 novos restaurantes nos próximos três anos, a contar a partir de janeiro de 2017. Além disso, a empresa quer investir US$ 292 milhões em restaurantes existentes.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS