O que disse o presidente Temer sobre a terceirização?

O projeto de lei da terceirização segue para sanção do presidente, Michel Temer. Durante evento, ele falou sobre o assunto

Antonio Cruz/ Agência Brasil

Um dia depois da aprovação do projeto de lei que amplia a terceirização para todas as atividades das empresas no país, o presidente Michel Temer pediu uma espécie de pacto entre funcionários e empregadores. Ele falou sobre o assunto durante uma cerimônia oficial no Palácio do Planalto.

Temer é a última etapa do projeto de lei da terceirização. A proposta, que é de 1998, já passou pelos trâmites de votação no Senado Federal e Câmara dos Deputados. Para que se torne lei, basta a sanção do presidente da República.

“Temos dificuldades, temos. Muitas vezes, precisamos equilibrar as contas públicas. Por isso as reformas e as readequações não podem ficar paralisadas. Já passamos o teto de gastos, já aprovamos a reforma do ensino médio, que era fundamental. Temos a readequação trabalhista, que será feita por lei ordinária, portanto, talvez, com maior facilidade de aprovação e fruto de um acordo entre empresários, empregadores e empregados”, afirmou Temer em matéria publicada no portal Uol.

Outra projeto de lei

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) afirmou que poderá colocar em votação outro projeto de lei que flexibilizaria a proposta aprovada ontem no Senado. O texto chegou a ir votação em 2015, mas foi retirado da pauta pelo ex-presidente da casa, Renan Calheiros (PMDB-AL). De acordo com o Uol, essa proposta garantiria mais direitos que o PL aprovado na Câmara.






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS