Confiança do empresário do comércio cresce para o maior nível desde 2015

Confiança do empresário do setor sobe 29,7% em março, em relação ao mesmo mês de 2016, segundo dados da FecomercioSP

A confiança do empresário do comércio subiu em março, segundo a FecomercioSP (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo). Com a alta, o indicador de confiança alcançou os 98,4 pontos – o maior nível desde janeiro de 2015.
O indicador varia de zero a 200 pontos, em que zero indica pessimismo total e 200 pontos indica otimismo total. Em relação a fevereiro, a confiança cresceu 6,1%.
A confiança do empresário do comércio cresceu mais entre as companhias de menor porte, com até 50 funcionários. Entre as empresas com mais de 50 empregados, a confiança registrou queda de 3,1%.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
De acordo com os economistas da Federação, apesar da queda registrada entre as grandes empresas, elas são as mais confiantes em termos históricos. Em março, as grandes empresas são uma parte menor da amostra e, por isso, os dados tendem a ser mais voláteis mesmo.

Expectativas atuais e futuras

Para calcular a confiança do empresário do comércio, a Federação analisa a percepção desses executivos em relação às condições econômicas atuais. Em março, esse índice foi o que apresentou o maior crescimento no mês, com alta de 67,2%, na comparação com o mesmo mês de 2016.
Com isso, os empresários tendem a investir mais: o indicador que mede a expectativa de investimento 14%, considerando a mesma base de comparação.
Segundo a Federação, “a queda da inflação e a gradual retração dos juros influenciaram as expectativas e o ânimo dos empresários”. Para a Federação, após o primeiro semestre deste ano pode haver um processo de recuperação mais consistente. Com isso, podemos ver uma retomada da confiança de empresários e consumidores já na segunda metade de 2017.
 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS