Artista enxerga cores nos sons e dá vida às suas músicas preferidas

Um raro fenômeno neurológico foi a inspiração para a jovem norte-americana criar obras incríveis baseadas em clássicos da música. Confira a galeria

Shutterstock

Algumas sensações são impagáveis na vida: como aquela em que você sente o cheiro de uma comida gostosa, como um bolo da vovó, e praticamente consegue sentir o maravilhoso gosto do prato na boca. Essas ligações que o cérebro faz entre os sentidos é a sinestesia. Uma artista norte-americana vivencia diariamente esse mecanismo cerebral de uma forma totalmente diferente: ela vê cores nos sons que ouve.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

O que Melissa McCracken tem é um raro fenômeno neurológico chamado de chromestesia. Até os 16 anos, a artista acreditava que essa realidade era comum a todas as pessoas. A partir dessa condição, a jovem passou a pintar o que via com as suas músicas preferidas – e o resultado é absolutamente incrível.

Em entrevista ao Broadly, Melissa conta que o fenômeno simplesmente acontece enquanto ela ouve sons, do mesmo como imaginamos ou visualizamos uma memória. Nada como algo alucinógeno, como ela conta. “Eu não preciso fechar os olhos, mas isso me ajuda a visualizar melhor se eu o fizer”, disse ao site. Quanto mais instrumentos e melodias uma música tem, mais cores ela apresenta, e o seu objetivo no geral é traduzir o sentimento das músicas que pinta.

Confira na galeria de fotos alguns de seus trabalhos:
[masterslider id=”45″]






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS