9 dicas para economizar energia elétrica

Os hábitos dos brasileiros costumam mudar quando chegam os dias mais frios. Confira algumas dicas para evitar que isso gere impacto no seu bolso

Shutterstock

Quem mora em São Paulo sabe que o clima na cidade é imprevisível: sobram piadas sobre as pessoas que saem de casa de bota e capuz e saem para almoçar derretendo de calor. Isso é uma realidade que se intensifica no outono, quando as temperaturas começam a cair no Brasil todo. Nesse contexto, considerando que esse é o início dos meses mais frios, há um considerável aumento do consumo de energia elétrica nos lares.

Isso acontece por causa do uso constante de aquecedores e do chuveiro no modo “inverno”, por exemplo. Contudo, faça chuva ou faça sol, economizar energia elétrica é uma questão de consciência: a melhor estratégia para garantir uma economia expressiva na conta de luz é aliar pequenas mudanças no cotidiano a produtos que oferecem eficiência energética.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Por isso, a Tramontina, tradicional fabricante de materiais elétricos, selecionou algumas dicas simples que podem fazer toda a diferença na vida de quem quer economizar gastando menos com a conta de energia elétrica no final do mês. Confira.

1 – Adote cores claras na pintura do teto e das paredes internas, pois elas refletem melhor a luz, o que ajuda na iluminação dos ambientes. Da mesma forma, planeje a disposição dos móveis e o uso de cortinas leves. Com mais luz natural no ambiente diminui a necessidade de acionar as lâmpadas durante o dia;

2 – Como a iluminação é sempre necessária, procure trocar as lâmpadas incandescentes por lâmpadas de LED: é possível economizar até 80% com isso;

3 – Mesmo as lâmpadas econômicas perderão parte de seu efeito se as cúpulas das luminárias estiverem empoeiradas. Por isso, tenha o cuidado de manter luminárias, globos e arandelas sempre limpos;

4 – Os dispositivos de detecção de presença, minuterias, variadores de luminosidade, entre outros produtos, não requerem grande investimento e oferecem resultados significativos, além de praticidade e conforto. Dependendo dos hábitos de cada consumidor, os efeitos podem ser comprovados logo no mês seguinte ao início da utilização dos produtos;

5 – Antes de adquirir um novo equipamento ou eletrodoméstico confira se ele tem o Selo Procel, que atesta sua eficiência e baixo consumo de energia, compare e escolha aquele de menor consumo;

6 – Verifique as borrachas de vedação da geladeira e do forno colocando uma folha de papel entre a borracha e a porta. Se a folha ficar solta significa que a porta não está fechando de forma eficiente – e, como consequência, o eletrodoméstico consome mais energia (ou gás) para manter a temperatura;

7 – Programe a TV para desligar sozinha, principalmente se você tem o hábito de adormecer antes do programa terminar! O mesmo vale para o computador: programe-o para hibernar automaticamente após um tempo sem ser utilizado;

8 – Aparelhos em modo stand-by continuam consumindo energia. Portanto, tire-os da tomada se você sabe que ficará um longo período sem utilizá-los;

9 – E, por fim, um lembrete que você certamente ouve desde que era criança, mas que não custa relembrar: ao sair, apague as luzes!




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS