Startups brasileiras querem praça de alimentação sem fila

Conheça os aplicativos que prometem agilizar o dia a dia de quem precisa almoçar fora, já funcionando em praças de alimentação

Shutterstock

O brasileiro tem, em média, uma hora de almoço. Em teoria, seria tempo suficiente para comer como mandam os gurus da boa saúde: sem pressa, descansando da primeira etapa de trabalho, prestando atenção aos alimentos. Na prática, com a correria do dia a dia, as coisas não funcionam bem assim. Em primeiro lugar, porque nem sempre é possível ter uma hora somente para comer. Além disso, muitas vezes, uma boa parte desse tempo é desperdiçada em filas nos restaurantes, especialmente em uma praça de alimentação, que normalmente é bastante concorrida.
Como tempo é o nosso bem mais preciso atualmente, soluções que ajudem a economizá-lo são benvindas. O VocêQpad, por exemplo, é um aplicativo de autoatendimento que permite pedir e pagar por refeições fora de casa pelo smartphone. O app anunciou recentemente a implementação da sua primeira praça de alimentação com autoatendimento, no Brascan Open Mall, no Itaim Bibi, em São Paulo.
Agora, a praça de alimentação do shopping conta com nove lojas automatizadas, entre as quais nomes como Casa do Pão de Queijo e Spoleto. O cliente pode fazer o pedido e pagar o que deseja, antes de chegar ao local. Assim, já pode retirar sua comida diretamente no balcão, evitando filas.
Outro app que tem proposta semelhante é o Onyo, que está em funcionamento no Rio de Janeiro, no Barra Shopping. Por lá, até o começo deste ano, estavam credenciadas oito lojas, entre as quais Vivenda do Camarão, Montana e Mister Pizza, que também recebiam o pedido e o pagamento via app, à distância. Veja mais aqui.






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS