Facebook usa Inteligência Artificial para melhorar seleção de conteúdo

A empresa está melhorando sua forma de identificar conteúdos do tipo “caça-clique” ou manchetes enganosas por meio da tecnologia. Entenda

Shutterstock

As redes sociais tornaram-se plataformas cruciais para disseminar informações. Principalmente em tempos de efervescência como os que estamos passando. Porém, como todo crescimento, o boom dessas plataformas traz também alguns contrapontos, como o excesso de conteúdos chamados clickbaits, ou “caça-cliques”. Para lidar com essa estratégia, o Facebook fez uma série de atualizações para reduzir o número desse tipo de postagem.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A “bolha” da rede – o algoritmo que determina o que é mais importante para cada usuário em sua timeline – já filtra bastante dos posts publicados diariamente. Segundo Rafael Kiso, CMO do mLabs, temos acesso a aproximadamente 2% de tudo o que nossos amigos postam na rede. Mesmo assim, a empresa está adotando medidas para reduzir ainda mais a importância de notícias enganosas ou anúncios considerados de baixa qualidade, além de dar dicas para ajudar as pessoas a identificar conteúdos falsos.

Em nota da companhia, Greg Marra, gerente de Produto do Facebook, diz que a empresa percebeu que as pessoas não gostam de manchetes com tendência a reter informações ou enganar o leitor. “Em vez disso, elas preferem chamadas claras e precisas. As atualizações que estamos fazendo usam a tecnologia para reduzir a presença dos ‘caça-cliques’, criando uma comunidade mais informada”, explica.

A inteligência artificial vai identificar frases e termos geralmente usados em manchetes ‘caça-cliques’, um trabalho semelhante ao que é feito para filtrar spams em e-mails. Em nota, a companhia conta que depois de categorizar milhares de publicações como clickbait, uma equipe do Facebook reuniu um conjunto de manchetes e palavras-chave para servir como filtros iniciais para identificar títulos destinados a chamar a atenção e atrair as pessoas para clicarem em um link.




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS