3 Dicas do Google para aproveitar os micro-momentos dos consumidores

Qual será o futuro do marketing? Os smartphones mudaram tudo e o consumidor tem pressa. O que fazer para atender a esse prazo?

Imagine a cena: o consumidor está em casa, vendo um filme. Na tela, vê um produto que considera interessante. Imediatamente, lança mão do celular e, em poucos minutos, faz uma rápida pesquisa e encontra seu produto online. Ou descobre onde pode comprar pessoalmente, caso seja sua preferência. Ou apenas pesquisa preço. De qualquer forma, esse cenário ilustra perfeitamente o conceito de micro-momento: algo que acontece rapidamente, é instantâneo.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Quem nunca passou por isso? Afinal, poucos são os consumidores que não têm um smartphone sempre em mãos. Os micro-momentos, no entanto, representam um desafio para os profissionais de marketing. Afinal, ser a empresa escolhida para aquela compra, em um determinado momento do cliente, não é tarefa fácil. Como aproveitar cada micro-momento dos consumidores?
O smartphone realmente mudou tudo. Mas, para Sridhar Ramaswamy, vice-presidente sênior de Ads & Commerce do Google, ele é só o primeiro passo. Segundo ele, o futuro ainda promete muito mais. Em uma análise publicada pela gigante de tecnologia, o executivo analisa o papel do marketing nessa nova era, em que o consumidor realmente quer tudo na hora em que ele quer, quando ele quer. E ele pode ter.

Mobile

Para ele, não só os consumidores mudaram. O mobile forçou o marketing a rever todas as suas regras. “Esperar se tornou algo do passado. Isso se traduz no comportamento do micro-momento – imediatamente, pega o celular para descobrir, ir, fazer, comprar. Para capitalizar este comportamento e ganhar estes consumidores, os marqueteiros foram forçados a reescrever o livro das regras. Tiveram que se dobrar às necessidades do consumidor no momento, comprometendo-se a estar lá e ser útil todas as vezes em que for possível ajudar a avançar esta jornada”, continua o especialista.
O executivo afirma que é importante entender o mobile e suas consequências muito bem, porque as mudanças feitas hoje são a fundação do que está por vir. De acordo com Ramaswamy, “quanto mais novos dispositivos inteligentes surgirem e os consumidores abraçarem novos jeitos mais naturais de interagir com estes objetos (como o comando de voz), o comportamento do micro-momento vai se multiplicar. E conforme os dados e a inteligência artificial forem se tornando mais sofisticados na compreensão das experiências diárias dos consumidores, mais as expectativas por experiências relevantes e personalizadas irão crescer”.
Essas novas expectativas também exigem que os profissionais de marketing estejam à frente dos consumidores – entender suas necessidades antes que eles saibam que elas existem. Os profissionais de sucesso focarão em obter uma visão detalhada, gerada por dados, para realmente conhecê-los e ajudá-los ao longo de suas jornadas.

3 Passos

Para ajudar os profissionais de marketing, o executivo aponta três importantes detalhes para se observar em uma época em que mudanças organizacionais serão bastante necessárias. Confira:
1) Elevar a régua do mobile. “Para sermos úteis, precisamos entregar experiências únicas e relevantes. É importante conquistar o terreno cedo, com experiências mobile incríveis”.
2) Tornar-se mais inteligente com os dados. Uma melhor compreensão dos consumidores, em parceria com automação, permitirá personalização em escala. A habilidade de conectar dados com execução será fundamental para o sucesso.
3) Abraçar uma assistência omnichannel: marcas líderes construirão uma ponte entre online e offline, entregando experiências sem ruídos durante a jornada do consumidor.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS