3 dicas para lidar com a pressão no trabalho durante a crise

O desemprego no Brasil é uma preocupação também para quem continua trabalhando. Saiba como lidar com a pressão durante o período de crise

Por: - 2 anos atrás

Shutterstock

No primeiro trimestre do ano, o desemprego no Brasil subiu para 13,7%, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Isso gera preocupação para quem precisa de um trabalho sobreviver, mas também tira a tranquilidade de quem permanece empregado. Nesse cenário, as exigências e as demandas aumentam e, com elas, cresce também a pressão pela qualidade. Com isso, a ansiedade dos funcionários se torna constante.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Mas, afinal, como é possível respirar fundo, lidar com a pressão no dia a dia e manter o foco nas responsabilidades do cotidiano? Reunimos algumas dicas da pesquisadora de comportamento e gestão de conflitos Vanessa Tobias. Confira.

Conheça a persona

Na vida, é preciso assumir diversos papéis: a persona mãe/pai, a persona filha/filho, a persona empresária/empresário, entre outras. Mas, como fazer para que não haja confusão entre os papéis durante a rotina? De acordo com a especialista, é importante saber respeitar cada persona e saber lidar com todas elas em seus momentos e suas atividades – para que os resultados sejam os melhores possíveis.

“Na minha casa eu posso ser mãe, esposa, filha e tia. A questão é: precisamos ter um momento específico, um foco, direcionado para cada um desses papéis, evitando conflitos. No trabalho, devo assumir a persona profissional, ou seja, meu foco e energia estão neste ambiente e é nele que devemos nos concentrar para otimizar resultados. É preciso saber deixar ‘de lado’ as outras personas, para assumi-las na hora certa”, explica Vanessa.

Linguagem corporal no trabalho: fique atento à postura

Melhore sua postura. Muitas pessoas se expressam melhor com a linguagem corporal. Gestos, expressões e até mesmo olhares podem trazer sentimentos como desânimo e irritabilidade à tona. Pense como você quer que seja o seu dia e escreva em um papel ou fale alto para que possa assimilar essas informações com confiança e tranquilidade. Se o pensamento já for ruim logo cedo, todos os mecanismos internos vão condicioná-lo para que realmente nada dê certo.

Crie seu próprio roteiro

Para ter a sensação de dever cumprido no final da semana, a dica é não insistir nas rotinas. Pequenas mudanças no seu dia a dia podem fazer toda a diferença na concretização das metas. Se hoje você começou a resolver pendências, coisas que requerem uma maior atenção durante o horário da manhã, no dia seguinte comece o trabalho com tarefas mais suaves e de fácil resolução. Lembre-se que deve se sentir à vontade para desempenhar sua função. Não existe uma fórmula ideal para todos os profissionais. Listar atividades é importante para organização, mas cada um deve montar o seu próprio roteiro.