Dia Mundial do Meio Ambiente: o perfil do brasileiro consciente

Brasileiros estão mudando seus hábitos pessoais para causar menor impacto no meio ambiente, aponta estudo realizado pela GfK. Veja a análise

Por: - 2 anos atrás

Shutterstock

O cuidado com o meio ambiente é uma preocupação mundial. Em 1972, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano em Estocolmo, mais conhecida como Conferência de Estocolmo, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o Dia Mundial do Meio Ambiente. Ele é comemorado todo dia 5 de junho e chama a atenção para os cuidados com a preservação dos recursos naturais – que já foram considerados inesgotáveis pela nossa civilização. Um estudo elaborado pela GfK mostra que os brasileiros estão cada vez mais envolvidos com essa questão.

Perfil

A consultoria divide os respondentes da pesquisa em sete grandes blocos de valores em relação à vida:

GfK 2017 | Consumer Life

O perfil Socialrationals é aquele no qual mais cresce a preocupação com o meio ambiente de forma consistente no Brasil e revela um comportamento mais focado em responsabilidade e tolerância social. Em 2016, 26% dos respondentes se enquadram nesse bloco – o maior percentual dos últimos anos. Segundo a consultoria, fatores como a ênfase na igualdade de direitos e a maior atenção à aceitação humana, sem intolerância, são os responsáveis por esse crescimento.

GfK 2017 | Consumer Life

Nesse grupo, 78% acreditam que marcas e empresas devem ter responsabilidade ambiental; 70% declaram que se sentem culpados quando fazem algo que desrespeita o meio ambiente e 70% afirmaram que procuram por marcas que tenham responsabilidade ambiental.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

No grupo geral, 41% dos consumidores esperam que as empresas forneçam produtos e serviços de qualidade e 40% acham que as empresas devem ser ambientalmente responsáveis.

Informação

O estudo mostra que os consumidores buscam cada vez mais dados sobre sua realidade. E essa característica está diretamente ligada à sua preocupação com o maio ambiente. Quase 50% dos respondentes leem rótulos de produtos de algumas categorias (alimentos, cuidados pessoais e limpeza da casa) buscando informações relacionadas à sustentabilidade. As preocupações principais são se os produtos são naturais ou produzidos com ingredientes naturais, se são livres de transgênicos, se são produzidos usando práticas sustentáveis em seus processos e se são orgânicos.

Entre as 12 tendências globais que a consultoria analisa, a Eco-Cidadania apresentou a maior mudança no Brasil nos últimos quatro anos, chegando a 54%. A sua ideia principal é a de cidadãos que mudam o seu próprio comportamento cotidiano para reduzir seu impacto pessoal no meio ambiente.

“As marcas que ajudarem a propagar a voz da “onda verde” certamente serão mais consideradas pelos consumidores nas tomadas de decisão”, destaca Eliana Lemos, Diretora Regional para América Latina da área de Inovação da GfK. Em sua visão, há uma grande oportunidade para as empresas se apropriarem cada vez mais do discurso “verde” em suas marcas e embalagens. “Empresas podem elevar a discussão de conscientização ambiental com o consumidor mostrando os benefícios de consumir produtos que reduzam o impacto ambiental”, finaliza.