A precificação individual: o futuro das seguradoras

Os dias em que o preço do seguro do carro dependerá exclusivamente do quão bem dirige o condutor podem estar muito próximos. Veja como

Por: - 2 anos atrás

Shutterstock

Um futuro possível para os setores de seguros e aluguel de carros foi exibido para os convidados presentes no CIAB, evento organizado pela Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) deste ano: a personalização do condutor, tanto no tipo de seguro quanto no valor da apólice para o segurado.

Essa foi a proposta da empresa Logicalis Latin America, que criou um protótipo que analisa o comportamento de um motorista a partir de uma série de indicadores captados por sensores instalados em um carro. O equipamento verifica em tempo real a velocidade, o comportamento atrás do volante (velocidade, freadas bruscas, o modo de direção), lugares por onde dirige, entre outros dados.

O mesmo painel ainda exibe dados como o cuidado do próprio carro, tais como a última troca de óleo, a verificação de freios, entre outras informações sobre o uso do veículo.

Essas informações produzem um big data sobre o condutor e o próprio veículo, que seriam submetidas a uma análise do software e, por fim, seria criado um perfil fiel sobre cada condutor. “Essa individualização seria o fim da categorização ou de grupos de pessoas. Além disso, você cria um ranking com os melhores condutores, o que permite individualizar também a precificação do produto”, explica Eduardo Henrique Terzariol, gerente de software da Logicalis.

Será que esse tipo de tecnologia dará um fim ao Fla-Flu sobre quem é o melhor condutor: a mulher ou o homem?

Confira imagens da ferramenta na galeria: