O Boticário quer ser a “loja do futuro”

O Boticário reuniu tecnologia e inovação para tornar possível realizar uma compra personalizada, sem caixas e sem filas. Entenda

Por: - 2 anos atrás

Shutterstock

O Boticário aliou tecnologia e inovação e lançou recentemente, no Shopping Pátio Batel, em Curitiba (PR), um novo conceito de loja, que permite que a compra seja completamente personalizada.

A solução foi utilizar informações do clube de fidelidade “Viva O Boticário”.  Por meio da análise de dados dos clientes que fazem parte do programa via aplicativo, o atendimento possibilita que a consultora tenha acesso a uma série de informações. E assim que o cliente chega à loja, a vendedora pode sugerir os itens mais relevantes, considerando aspectos como a faixa de preço, últimas compras efetuadas etc.

Pagamento sem fila

Outro diferencial está no sistema de pagamento que evita enfrentar fila: a própria atendente fica responsável pelo processamento da compra, que pode ser feita com dinheiro ou cartão e inclusive ter descontos por meio dos pontos acumulados no programa de fidelidade. A nota fiscal também pode ser impressa no mesmo instante do pagamento ou enviada direto para o e-mail. De acordo com Ivan Murias, diretor de Canais do Boticário, nos últimos anos, comprar deixou de ser uma ação mecânica de consumo para se tornar uma “experiência de marca”.

Expansão

A loja de Curitiba precede outras vinte que devem funcionar como piloto ainda esse ano, em alguns estados brasileiros, para que o modelo possa ser estendido a todo país. Até o final de 2018, a expectativa da empresa é de que mais de mil lojas trabalhem com o dispositivo em todo o Brasil.