Propagandas com estereótipo de gênero devem ser proibidas no Reino Unido

Agência reguladora de propagandas britânica afirma que perpetuar o sexismo traz “custos para os indíviduos, para a economia e a sociedade”

Por: - 2 anos atrás

Shutterstock

Homens devem e sabem como limpar a casa sem fazer bagunça. Pelo menos, essa é a visão da Advertising Standards Authority (ASA), agência de regulação publicitária do Reino Unido.

A ideia do “CONAR britânico” é evitar propagandas que levem a leituras sexistas. Segundo a instituição, por meio de um documento, perpetuar papéis de gênero traz “custos para os indíviduos, para a economia e a sociedade”.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

De acordo com a nova regulação proposta pela ASA, publicidades que perpetuam estereótipos, como uma mulher limpando a casa sozinha enquanto os familiares estão sentados, precisam ser abolidas. Homens realizando atividades domésticas de maneira desajeitada também seriam banidas.

Além disso, propagandas especificando que determinada atividade é coisa de “menina” ou “menino” estariam na lista de proibições.

Lista

O documento ainda identifica seis comportamentos que devem ser evitados.