Billboard lista as palavras mais usadas nos álbuns de música

A Billboard realizou um curioso levantamento sobre as palavras que mais se repetem nos álbuns de música ao longo das décadas. Veja

Shutterstock

Já teve a impressão que o título do álbum do seu artista favorito é parecido com o de outro cantor ou compositor? Assim como qualquer outra atividade intelectual, a música também é palco da máxima de que “na vida nada se cria, tudo se copia”.

Prova disso é que a Billboard produziu um curioso levantamento sobre as palavras que mais se repetem nos títulos dos álbuns da década de 1940 até os dias atuais.

O levantamento considerou apenas álbuns em inglês (portanto, você dificilmente encontrará artistas como Roberto Carlos ou Molejo) e adivinha qual palavra mais se repetiu? Sim, love ou amor!

Entre 1940 a 1960, a palavra amor entrou em uma escalada ascendente e atingiu o seu auge justamente nos anos 60 com mais de 600 álbuns com essa palavra. Porém, os anos seguintes mostram que a quantidade de álbuns feitos com “amor” diminuiu.

“Baby” em queda

No entanto, o mesmo levantamento tem outros dados bem curiosos. A palavra “Baby”, por exemplo, surgiu com força nos anos 1960 e foi amplamente utilizado até 1970. Nos anos 1980, ela simplesmente desapareceu no topo do ranking das palavras mais usadas.

Uma possível explicação para o desaparecimento da palavra baby é que a palavra provavelmente se tornou obsoleta ou menos comercial. Guardadas as devidas proporções, esse é um fenômeno parecido com a palavra “broto”, uma gíria bem comum nos tempos da Jovem Guarda e que significa algo como gatinha ou o atual “crush”.

A palavra “time” é outra amplamente difundida com o passar das décadas, mas que também perdeu força nos anos seguintes. Outra exemplo é “wanna”, uma espécie de neologismo ou um jeito informal de dizer “want” (ou, em bom português, “quero”). Ele aparece apenas nos anos 2000, o que poderia indica uma espécie de modismo da época.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Por fim, há também o caso da palavra “night”. Embora ela tenha aparecido com algum destaque nos anos 1980, ela desapareceu do top 5 nas décadas 1990 e 2000. Mas, quando menos se esperava, eis que night aparece nos anos 2010. Alguém arrisca um palpite para o vai-e-vem dessas palavras com o passar do tempo?

Veja a tabela:

Billboard






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS