Dois em um: conheça a cervejaria Goose Island

A Goose Island, uma cervejaria de Chicago, instalou-se no coração de Pinheiros. O resultado é um espaço que reúne loja e indústria em um mesmo espaço

O Largo da Batata, no coração de Pinheiros, é um dos bairros que está sofrendo uma das mais intensas mudanças urbanísticas da cidade. E é ali que a Goose Island, uma das mais conhecidas cervejas artesanais de Chicago, nos Estados Unidos, decidiu montar a sua brew house – ou cervejaria onde o produto é fabricado no mesmo local.
O Whow levou um numeroso grupo para conhecer um espaço capaz de reunir em um único espaço a indústria e o próprio bar. A proximidade entre loja e fornecedor é importantíssimo para uma cerveja, afinal estamos falando de um produto que só parece rústico. Na verdade, ele é uma bebida extremamente sensível e alguns dos seus ingredientes sequer foram feitos para as condições climáticas do Brasil.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
No tour dentro da Brew house, Marina Pascholati, cervejaria da Goose Island, explicou desde a origem da cervejaria até os detalhes da produção da cerveja típica de Chicago.
O nome, explica Marina, está relacionado a uma lenda de que barcos derrubariam grãos próximos a uma ilha localizado em Chicago. Esse alimento atrairiam gansos, que usam a ilha como moradia. Verdade ou não, a história ganhou o mundo e desembarcou em chegou em São Paulo.
Após a breve história, foi a vez de Marina falar da produção da cerveja que começa pela escolha do tipo de malte (nome para os mais variados tipos de grãos, como é o caso do trigo). O grau de torra do grão é decisivo para a coloração da cerveja. Depois, aparece o lúpulo (uma espécie de conservante natural) e até a levedura – o organismo microscópio que fará a conversão de açúcar presente no amigo dos grãos em açúcar, que será alimento da levedura e que será transformado no álcool.
O processo, claro, é complexo e não inclui etapas de cozimento, mudanças de temperatura e armazenamentos que podem chegar a um mês para ficar pronto. Até por esse motivo, a produção é modesta se comparada as maiores cervejarias do Brasil: cerca de 15 mil litros por mês.

Segredos

Mas pessoas comuns tem um único desejo na cerveja: beber. Assim, tiramos algumas verdades ou mentiras sobre a bebida com Marina. Eis algumas delas:
Existe cerveja sem álcool?
“Existem alguns processos para a extração do álcool. Um deles é a retirada de todo o álcool produzido pela levedura por um processo industrial. Outra forma é interromper o processo da levedura em contato com o açúcar. É nesse momento que surge o álcool, afinal.”
Cervejas podem ser tão alcoólicas quanto o uísque?
“Podem, sim. Um exemplo é a cervejaria Bodebrown, no Paraná. Ela detém o conhecimento de um processo que congela a cerveja por completo. Depois, ela separa apenas a água e mantém o extrato da cerveja. Esse material mais denso possui uma alta concetração de todos os ingredientes, inclusive o álcool. Assim, eles conseguem uma cerveja de 40% de álcool!”
Cerveja engorda?
“O assunto é controverso. A sensação de inchaço pode estar relacionado ao CO2, que é liberado pela levedura e que nós bebemos na cerveja. Agora, prefiro acreditar que isso está relacionado ao hábito ligado ao consumo da bebida. Normalmente, não comemos vegetais, mas comidas calóricas e gordurosas nesses momentos. É isso o que engorda.”
Cerveja faz mal?
“Eliminamos água conforme consumimos a cerveja. Se não repomos essa água no organismos, logo teremos dor de cabeça no dia ou não nos sentiremos bem no dia seguinte. Quer beber? Alterne com copos de água.
Confira a cobertura completa do Whow!






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS