MIT quer a sua opinião sobre a “decisão mais difícil do carro autônomo”

A proposta da universidade é entender a opinião das pessoas sobre qual seria o menor dos males em situações extremas dos carros autônomos. Faça o teste

Shutterstock

No último dia 28, a Tesla finalmente lançou o aguardado Modelo 3, a versão mais popular dos carros elétricos da empresa fundada pelo Elon Musk. Entre outras novidades incluídas no veículo, há uma função que dispensa o motorista atrás do volante, o que alguns entendem ser a primeira iniciativa massificada em oferecer o chamado veículo autônomo. Mas calma: a função funciona apenas nas estradas e não nas grandes cidades.

O lançamento do veículo incendeia ainda mais o debate sobre a maturidade de carros autônomos no nosso cotidiano, especialmente nas grandes cidades cheias de placas, semáforos, buracos e o mais importante: pessoas. Será que essas máquinas estão realmente prontas para lidar com a complexidade das ruas e avenidas de uma metrópole?

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

De olho nessa polêmica, o Massachussetts Institute os Technology, o famoso MIT, produziu uma plataforma chamada Moral Machine para coletar a perspectiva humana em relação às decisões morais feitas pelas inteligências das máquinas em situações de altíssimo estresse no trânsito.

Dilemas morais

Em outras palavras, o site exibe uma série de dilemas morais que poderão ocorrer em uma situação extrema no trânsito com um carro sem motorista. A ideia é que pessoas comuns opinem sobre duas possíveis decisões de um carro sem motorista e com problemas no freio, tais como: “jogar o carro contra um muro e matar dois passageiros ou atropelar cinco pedestres?”.

Ao todo, o MIT preparou 13 perguntas, o que inclui escolher entre salvar a si mesmo ou atropelar uma grávida. Embora o instituto seja nos EUA, o site possui uma versão em português. A ideia é produzir um estudo de comportamento sobre o assunto dentro na universidade.

ACESSE O LINK AQUI e faça o teste.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS