Festival de música: Rock in Rio terá supermercado pela primeira vez

Os amantes do festival poderão fazer compras sem sair da Cidade do Rock. Evento terá o dobro de espaço das edições anteriores. Confira

Cidade do Rock, o grande paraíso construído para sediar o Rock in Rio, terá o dobro do tamanho em 2017 em comparação com as outras edições. O público já tinha uma experiência bastante diversificada – com música, cultura e esportes radicais – e parece que neste ano o espaço será ainda mais diverso.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Além de tudo, terá mais comodidade. Pela primeira vez, a cidade terá um supermercado para atender aos roqueiros de plantão. O espaço será disponibilizado pelo Prezunic e terá uma área de 84 m². Segundo a empresa, a ideia é oferecer opções básicas, como salgadinhos e guloseimas, além de itens saudáveis, como saladas de fruta e sucos frescos. A loja também terá itens licenciados especialmente para o evento e produtos de higiene pessoal.

Engajamento diferente

Para chamar a atenção do público do festival, a rede terá algumas ações especiais. Será realizado um desafio de dança ao ar livre, chamado Music Challenge. Os ganhadores receberão um vale para ser trocado na loja do Prezunic por uma “sacochila” especial do Rock in Rio. Fora isso, terá a distribuição de vouchers que darão direito a realização de maquiagens especiais de neon.
“Nossa ideia é fazer da loja uma boa opção de consumo e um espaço de descontração. Num mesmo local, o público poderá fazer as compras do dia e sair para curtir o festival, devidamente maquiado e de mochila nas costas”, disse Lorena Santos, gerente de Marketing do Prezunic, em nota.
A equipe da rede será bilíngue, um investimento específico da organização em formação para esse tipo de iniciativa. O Rock in Rio acontece de 15 a 17, e de 21 a 24 de setembro na Cidade do Rock, na Barra da Tijuc

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS