Mais de 40% das lojas virtuais pertencem a pessoas que nunca empreenderam

Segundo uma pesquisa, as lojas virtuais se transformaram na porta de entrada do empreendedorismo no Brasil. E o varejo moda é o destaque

Pouco mais de 43% das pessoas que investiram no comércio eletrônico em 2016 estavam em sua primeira experiência como empreendedor. É o que aponta uma pesquisa produzida Loja Integrada – plataforma para criação de lojas virtuais. Além disso, mais da meta dos negócios tiveram um capita inicial de R$ 1 mil.
A pesquisa foi realizada com 1.011 entre março e abril deste ano. De acordo com Breno Nogueira, especialista de e-commerce da Loja Integrada, os dados mostram que o comércio eletrônico tem sido a porta de entrada de muitos empreendedores para iniciar no varejo.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
“Os riscos e o investimento necessário para abrir uma loja virtual são mais baixos, já que não é preciso ter um ponto físico, grandes estoques ou funcionários. Por isso, investir no e-commerce é uma boa alternativa para quem deseja abrir seu próprio negócio”, explica Nogueira.

Segmentos

Outro dado colhido a partir da pesquisa é a segmentação de preferências dos empreendedores virtuais. Segundo o levantamento, moda e acessórios (com 24,7%) foi o nicho do varejo mais popular, seguido de cosméticos e perfumaria (10,4%) e casa e decoração (5,4%).

Perfil

A pesquisa também colheu dados preciosos sobre o perfil os empreendedores virtuais. Mais da metade (50,5%) dos entrevistados disseram que trabalham com e-commerce há um ano ou menos. A maioria trabalha (45%) e em casa (59,4%).
O interessante é que a maioria dos empreendedores (44,5%) dedicam de uma a duas horas na loja virtual. Normalmente, a divulgação do produto é feita em redes sociais. O Facebook é o mais popular, citado por 90,5% dos entrevistados. Em segundo aparece o Instagram 62,6% e o  WhatsApp (59,3%).






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS