53% Das famílias de São Paulo estão com contas atrasadas

Monitoramento da FecomercioSP mostra acréscimo de quase 90 mil famílias na lista dos endividados. Faturas de cartões de crédito são as contas mais atrasadas

São Paulo atingiu a maior proporção de famílias endividadas em agosto, quando 53,4% dos membros da capital declaram ter algum tipo de dívida. O registro é o maior desde setembro de 2015, quando o mesmo monitoramento marcou 54,7%.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
O levantamento foi feito pela FecomercioSP que registrou um acréscimo de 90 mil famílias na lista dos endividados nos últimos 12 meses. Atualmente, estima-se que mais de 2,07 milhões de paulistanos têm algum tipo de dívida.

Divisão por renda e tipo de dívida

As famílias que ganham até dez salários mínimos foram as mais impactadas, cerca de 58% estão com dívidas. Famílias com renda superior o porcentual de endividados foi de 39,7% em agosto.
O cartão de crédito continua sendo o vilão das dívidas, ele é apontado como motivo por 71% das famílias endividadas. Aparecem em seguida os carnês (14,6%), financiamento de casa (12%), crédito pessoal (11,8%), financiamento de carro (11,2%), cheque especial (6,8%) e crédito consignado (4,8%).

Inadimplência

A quantidade de famílias com contas em atraso e que não terão condições de quitar as dívidas no próximo mês voltou a subir em agosto e atingiu a marca de 19,5%. O registro é o mais alto desde agosto de 2004.
A maioria das famílias (52,8%) tem contas vencidas há mais de 90 dias, 23,4% tem contas atrasadas entre um e três meses e 22,3% estão com dívidas por até 30 dias.

Dinheiro

Um em cada quatro paulistanos disse ter entre 11% e 50% da sua renda comprometida com dívidas. Para 26,8% das famílias, o comprometimento é menor que 10%, enquanto que pra 18,4% dos endividados as dívidas comprometem mais da metade da renda mensal.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS