Número de empresas inadimplentes cresce 2,62% em setembro

O índice que mede o número de empresas inadimplentes é considerado o menor desde janeiro de 2011. Especialistas veem desaceleração de endividamento

O número de empresas inadimplentes cresce 2,62% em setembro deste ano. A quantidade é considerada a menor alta desde janeiro de 2011, segundo o levantamento do indicador do SPC Brasil e CNDL.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Na comparação mensal, sem ajuste sazonal, houve leva alta de 0,20%. O momento é comemorado por especialistas. “A desaceleração do aumento da inadimplência de pessoas jurídicas ocorre mesmo em meio à crise econômica e reflete o ambiente de maior restrição ao crédito e menos propensão a investir”, diz Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil.

Raio-X

A região Sudeste é a que mais tem empresas inadimplentes. Na comparação anual, o número de pessoas jurídicas negativadas cresceu 2,81%, a maior alta entre as regiões. O Nordeste aparece em segundo lugar (2,17%), seguido de Centro-Oeste (2,09%), Norte (1,50%) e Sul (1,18%). Apesar das altas, as instituições confirmam que houve desaceleração no crescimento das empresas.
O outro indicador que mensura as empresas com dívidas em atraso também cresceu. A alta foi de 0,50% na comparação anual e 0,45% quando comparado com agosto deste ano.






Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS