Cia. Hering fatura R$ 433,7 milhões, mas lucro cai quase 10% no trimestre

Relatório de resultados mostra recuperação da Hering que ainda sofre com volatilidade nas vendas. Confira a situação da empresa

A Cia. Hering faturou R$ 433,7 milhões no terceiro trimestre do ano, um crescimento de 5,1% em comparação com o mesmo período do ano passado. A empresa é detentora das marcas Hering, Hering Kids, PUC e DZARM.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!
Segundo o relatório a receita bruta foi impulsionada pelo desempenho de lojas próprias, webstores e pelo crescimento no mercado internacional.
O Ebitda da empresa ficou em R$ 63,8 milhões no trimestre, um crescimento de 3,1 pontos percentuais na comparação com o mesmo período do ano passado.
Apesar desse crescimento, a companhia registrou uma queda de 9,8% no lucro líquido no trimestre, em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. A companhia somou R$ 51,9 milhões.

Marcas

A Hering, principal marca da companhia, apresentou o menor crescimento em relação ao trimestre do ano passado (3,8%). A empresa faturou R$ 305,2 milhões no período. Hering Kids foi a marca que mais cresceu no período 9,1%, totalizando R$ 59,4 milhões em receitas brutas.
O mercado internacional foi o que mais cresceu no período (41,7%), mas continua representando a menor parcela da companhia com faturamento bruto para o período de R$ 12,8 milhões.

Perspectivas

Em relatório para investidores, a companhia diz que espera que a economia do País melhore no quarto trimestre do ano, mas que o mercado mantenha a volatilidade em vendas. Os estoques devem reduzir nos próximos meses e o orçamento de 2018 mostre a recuperação do ambiente de negócio.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS