O que os consumidores pensam sobre a Black Friday?

Levantamento analisou mais de 83 mil posts no Twitter sobre a Black Friday, para indicar tendências de consumo. Jornal indica que 48% das promoções online são falsas.

Por: - 1 ano atrás

Pesquisa indica tendencias da black friday Divulgação

A empresa Airfluencers, especializada em pesquisas de redes sociais, analisou mais de 83 mil posts no Twitter a respeito da Black Friday, entre os dias 22 de setembro e 21 de novembro, e concluiu que 41% deles traziam menções negativas, como “black fraude”.  É um crescimento expressivo em relação à pesquisa do ano passado, em que o índice era de 14%, dentre os 81 mil posts analisados.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Não é por acaso. Levantamento realizado pelo jornal Folha de S.Paulo indica que 48% dos produtos em promoção anunciados na verdade não tiveram desconto algum, ou, em alguns casos, sofreram até aumentos.

A análise foi feita com 6.875 itens das lojas online das nove maiores varejistas. Os consumidores que fizeram as compras pela internet podem cancelar os pedidos em até sete dias.

Consumidores devem gastar mais

Apesar de tudo, a análise dos posts no Twitter indica que, na comparação com o ano passado, a tendência é que os consumidores gastem mais. Livros e celulares são os produtos mais procurados, com 29,5% e 20,5% das menções, respectivamente.

Tweets relacionados a games e roupas apresentaram leve tendência de queda, com 15% e 12,6% das citações, respectivamente. Pela primeira vez, o item viagens passou a figurar entre os cinco mais buscados, aparecendo em 6% dos posts analisados.

Ranking das empresas

Considerando apenas as comentários feitos sobre as empresas, sem especificar se foram negativos ou positivos, a Amazon segue em primeiro, com 22%. Na sequência vem o Walmart (20,1%), Saraiva (8,9%), Lojas Americanas (8,4%) e Netshoes (6,1%). Quem caiu foi a Submarino, que no ano passado apresentava 5,9% das menções e neste ano ficou com 2,5%.

Considerando apenas as fabricantes de produtos eletrônicos, outra é possível observar também uma queda de 17% no número de posts sobre a Apple. Já a Sony cresceu na mesma proporção.

No último trimestre do ano passado, 38% do faturamento do setor de eletroeletrônicos veio da Black Friday, superando até mesmo o volume de vendas do Natal. Além das diversas promoções online, em São Paulo houve até correria em algumas lojas.

E você, o que pensa sobre a Black Friday? Compartilhe conosco suas experiências. Deixe um comentário abaixo.

Infográfico analisa tendências dos consumidores na black friday 2017

Pesquisa indica tendencias dos consumidores na Black Friday 2017