Aplicativo de crédito quer fidelizar consumidor no pequeno varejo

Ekko é um aplicativo de crédito que promete ser a versão dos programas de pontos das grandes redes varejistas para o pequeno e médio varejo

A plataforma Ekko chega ao mercado no formato de aplicativo de crédito, procurando arrastar os consumidores através dos smartphones para dentro das lojas físicas, no sistema conhecido como O2O (on-line to off-line). O aplicativo oferece crédito para o consumidor usar em redes de varejo credenciadas que contemplam principalmente os médios e pequenos negócios do setor.
A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Os pacotes de crédito disponibilizados ao consumidor no aplicativo vão de R$250 a R$5 mil e podem garantir bônus de R$ 100 a R$ 1.000 e descontos de até 70% em compras. O aplicativo Ekko funciona como os cartões de loja tão comuns em grandes redes de farmácias, magazines e postos de gasolina, que fidelizam ao mesmo tempo que garantem descontos. A diferença, no entanto, é que dispensa um cartão físico e a operação é totalmente virtual.

A plataforma permite que os comerciantes inscritos usem as ferramentas digitais para criar o seu próprio programa de fidelidade, incluindo a formulação de promoções e campanhas de incentivo a vendas.

Sistema de pontos e troca por produtos

A empresa Multiplus, que opera os programas de pontos em cartões de crédito de empresas como Banco do Brasil, Itaú, Bradesco, Ponto Frio e Ipiranga, abraçou a ideia da Ekko, uma fintech de sistema cooperativo de economia, e pretende abarcar também os médios e pequenos varejos no sistema de acumulação de pontos relacionados ao uso do crédito. Como os modelos das grandes empresas, o Ekko garante a troca dos pontos por produtos como passagens aéreas e bens de consumo.

Hoje, são 300 lojas cadastradas no sistema Ekko em São Paulo, Belo Horizonte, Itu e Santos.






MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS Prêmio Consumidor Moderno

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS