PepsiCo abre centro de P&D em Sorocaba

O centro, especializado em ingredientes originários da América do Sul, custou US$ 25 milhões e vai desenvolver produtos que celebram a biodiversidade da região

PepsiCo inaugura laboratório de P&D em Sorocaba

A PepsiCo anunciou a abertura de seu primeiro centro de pesquisa especializado em ingredientes originários da América do Sul, em Sorocaba (SP). O novo centro, fruto do investimento de US$ 25 milhões, vai desenvolver produtos que celebram a biodiversidade da região, utilizando ingredientes como mandioca, inhame e açaí.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

“Nossa ideia agora é explorar novos sabores e texturas. Imagine, por exemplo, ser capaz de processar mandioca e polenta em salgadinhos ou mesmo desenvolver novos produtos inovadores à base de feijão, frutas nativas, batatas doces e mandioquinha. Com o Centro de R&D de Sorocaba, tudo isso será possível “, diz Carmela Rivero, vice-presidente de P&D Global da PepsiCo para América Latina.

O prédio

O complexo de 4.500 metros quadrados foi construído do zero, com apoio da Investe São Paulo (Agência Paulista de Promoção de Investimentos e Competitividade) e iniciou testes em janeiro.  O Centro emprega 79 cientistas de nutrição, engenharia de alimentos e outras áreas.

O edifício possui um laboratório sensorial, cozinhas experimentais, uma planta piloto de snacks e nutrição, laboratórios de prototipagem e de empacotamento. O projeto arquitetônico considerou a análise da posição do edifício em relação ao sol, e usa cabos com baixa perda térmica. Esses resulta em uma redução de 45% no uso do ar condicionado e uma economia de energia de 60%.

Foco em produtos regionais

O centro vai se concentrar nos produtos da área de nutrição, incluindo aqueles que utilizam grãos integrais, frutas e vegetais, produtos lácteos, proteínas e hidratação.

“O investimento para construir um dos centros globais de P&D da PepsiCo no Brasil mostra a importância do país para a empresa. Este centro tornará nossa operação brasileira ainda mais importante para a região”, explicou João Campos, CEO da PepsiCo no Brasil.

O Brasil é o segundo maior mercado da empresa na América Latina. Ela também é uma das maiores consumidoras da agroindústria no país: compra, todo ano, cerca de 120 mil toneladas de batata, 20 mil toneladas de milho, 25 mil toneladas de aveia e 27 mil toneladas de coco.  A companhia tem 15 plantas e cerca de cem filiais de vendas e emprega mais de 13 mil funcionários em todo território brasileiro.






ACESSE A EDIÇÃO DESTE MÊS:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS