E-commerce registra crescimento robusto nas vendas de Natal

E-commerce registra redução no tíquete médio, mas aumento no número de pedidos; Black Friday responde por 25% do faturamento de final de ano

O e-commerce brasileiro registrou alta de 13% nas vendas de Natal em relação a 2016. No ano anterior, as vendas no comércio eletrônico nessa época haviam atingido R$ 7,7 bilhões. Em 2017, o resultado foi de R$ 8,7 bilhões.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

O número de pedidos também expandiu em proporção semelhante. Foram 19,06 milhões de pedidos, 13,3% a mais que os 16,83 milhões registrados em 2016. O tíquete médio, porém, sofreu retração de 1%, passando de R$ 462 em 2016 para R$ 457 no ano passado.

O levantamento é feito pela Ebit e contempla o período de 15 de novembro a 24 de dezembro. A Black Friday, que acontece na última sexta-feira de novembro, foi responsável por um quarto do total do faturamento do comércio eletrônico no período abordado.

 

Roupas e smartphones

O setor de moda e acessórios foi responsável pela maior parte de pedidos pela internet, com 13,5% do total das vendas, um pouco acima dos eletrodomésticos, que registraram 12,3% do total de pedidos.

Smartphones e celulares representam 21% do faturamento do setor nas vendas de Natal, o melhor desempenho entre todos os segmentos. Eletrodomésticos correspondem a 20,2% do faturamento das vendas na internet no período.

 

Vendas em alta, preços em queda

O faturamento do e-commerce cumpriu a expectativa feita pela Ebit para o fim do ano, com um pequeno acréscimo no número de pedidos. O crescimento no número de pedidos aponta para uma migração dos consumidores para o ambiente on-line. Por outro lado, a redução no tíquete médio na internet deve ser de 2,5% em 2017 em relação ao ano anterior.

 

Leia também:

E-commerce será responsável por mais da metade das vendas de Natal

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS