Santander mantém a liderança de reclamações no Banco Central

O Banco Central divulgou a quantidade de queixas registradas no quatro semestre de 2017. É a segunda liderança seguida do banco espanhol

Por: - 1 ano atrás

Pixabay

O Banco Central divulgou a quantidade de reclamações recebidas no quarto trimestre de 2017. Entre os bancos com mais de quatro milhões de clientes, o líder de queixas foi o banco Santander, que também ocupou a primeira posição no terceiro trimestre do ano passado. Em segundo lugar aparece a Caixa Econômica, seguido do Grupo Bradesco.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

O banco espanhol registrou um índice de 42,87%. Esse índice do BC é obtido da seguinte maneira: a quantidade de reclamações reguladas (ou aquelas previstas em norma federal e que os bancos são obrigados a seguir) dividido pelo número de clientes (no caso do Santander, pouco mais de 39 milhões de pessoas) e multiplicado por um milhão.

O segundo colocado, no caso a Caixa, obteve um índice de 33,24. O Bradesco registrou 25,63.

Menos de 4 milhões

Entre os bancos e financeiras com menos de quatro milhões, o líder foi a Facta Financeira, seguido de Sofisa, Realize Crédito, Financiamento e Investimento e Pan.

A lista completa pode ser acessada AQUI.

Queixas mais frequentes

O Banco Central também mensurou a quantidade de queixas mais comuns no quarto trimestre. A reclamação mais comum foi “Irregularidade relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATM” com um total de1.894 no período.

Depois aparecem queixas como problemas na oferta de produtos e serviços e débito em conta não autorizado pelo cliente.