O modelo de inovação aberta da TECNISA

A Tecnisa utiliza sessões de encontros rápidos para se aproximar de startups e aumentar a capacidade de inovar. Conheça a iniciativa

Por: - 10 meses atrás

Shutterstock

A cena empreendedora brasileira está em grande movimento. Cada vez mais players surgem para tornar o Brasil um solo fértil para novos negócios. Todas as empresas do mercado ganham com essa ascensão – e é cada vez mais natural encontrarmos organizações que buscam parcerias para lapidar e analisar seus próprios modelos de atuação. Há sete anos, uma grande companhia brasileira percebeu a importância de buscar conhecimento fora de sua estrutura, visando uma cultura de compartilhamento e troca de ideias, tão saudável para sua própria inovação. Foi neste momento que nasceu o Fast Dating da Tecnisa.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A iniciativa nada mais é do que uma forma de a organização encontrar novos parceiros. Todo tipo de empresa ou empreendedor pode participar de uma reunião do Fast Dating para apresentar projetos, ideias ou soluções que tenham ligação com o negócio da Tecnisa. Desde o RH até o marketing, qualquer área pode ser a protagonista da inovação.

“Sempre fomos abertos a receber startups e empresas com negócios diferenciados”, conta Romeo Busarello, diretor de marketing e ambientes digitais da marca. “A demanda foi crescendo e percebemos a necessidade de ter uma estrutura organizada para receber e atender essas empresas”.

Compartilhamento de ideias

Seu funcionamento é bastante simples: as empresas interessadas se reúnem com os principais líderes da empresa e têm 10 minutos para fazer seu pitch. Se a ideia estiver alinhada com o momento da empresa, o empreendedor recebe o convite para um novo encontro. A inspiração para esse modelo surgiu em 2010. “Após assistirmos uma apresentação do José Claudio Terra sobre o modelo de inovação aberta da Toyota, desenhamos o modelo do nosso programa. Iniciamos as primeiras captações por meio das redes sociais e links patrocinados”, relembra Busarello.

Além de trabalhar a inovação sob o conceito de cocriação, a ideia da Tecnisa é tornar-se um cliente-anjo de seus parceiros. Diferente de um modelo voltado à aceleração de negócios, a companhia não tem a intenção de fazer parte do modelo do empreendedor ou ter parte da empresa. O foco é auxiliar na sustentabilidade desses negócios como um cliente.

“O mais interessante dessa iniciativa é que a Tecnisa gera trabalho, que é tudo o que uma startup quer. Mais do que conselhos e apoios, o importante é ter um cliente que consome o seu serviço, pois contribui para o crescimento da empresa”, destaca João Paulo Camargo, CEO da EuEntrego, parceira de logística da companhia desde 2016.

Inovação de dentro para fora

Para a Tecnisa, o conceito de inovação é trabalhado durante o dia a dia de todas as áreas. Por isso, não existe um área específica na empresa que olhe apenas para esse assunto. Os parceiros do Fast Dating vêm para somar nessa estrutura, colocando novos olhares sobre o modelo de negócio.

As sessões de pitch são abertas para todos os funcionários da companhia que queiram acompanhar e avaliar as ideias trazidas. “Durante esses sete anos, vimos muitos empreendedores e temos visto um grande amadurecimento desse ecossistema. No início, muitas empresas não sabiam como começar e hoje esse grupo está mais preparado”, conta o executivo. Muitas startups que hoje ganham destaque no mercado já passaram pelo Fast Dating. Empresas como PiniOn, Construct Software Limitada e BYND estão entre os 43 nomes que já fecharam negócio com a Tecnisa.

É importante lembrar que a empresa não busca apenas empresas já formadas. Uma das parceiras da empresa é uma empreendedora individual, que apresentou uma proposta consistente para auxiliar a marca em diversos projetos. As oportunidades não têm um modelo certo a ser seguido. Para os interessados, é possível inscrever-se diretamente pelo site da empresa. Conheça a iniciativa!

Infográfico: Fernanda Pelinzon | Grupo Padrão

*Consumidor Moderno em colaboração com a Tecnisa