As lições do Pinterest e da Fresh Direct para o varejo online

O que o Pinterest e a Fresh Direct têm em comum? O Shoptalk 2018 deu algumas pistas, mas os consumidores é que respondem

Ben Silbermann, Co-fundador e CEO do Pinterest, falou no Shoptalk 2018 sobre como a característica da rede social que comanda pode estimular vendas que respondam às necessidades dos clientes de forma simples e gratificante. Ele fez uma apresentação sobre como as descobertas visuais transformam a experiência de compra e contou sobre o progresso do modelo de e-commerce do Pinterest, baseado na busca por imagens inspiradoras que possam ser adquiridas por um clique no celular.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

O CEO do Pinterest lembra que sua grande referência de experiência de compra na infância era ir ao shopping. Ver o layout do shoppings, as vitrines, pesquisar CDS, roupas e ver como tudo era desenhado para motivar a compra.

Mas hoje tudo mudou. A compra on-line permite que o consumidor possa fazer descobertas visuais em velocidade nunca imaginada em um passeio no shopping. Um aplicativo como o Pinterest traz milhões e milhões de ideias para cupcakes, roupas, pratos, louças, enfim, tudo o que uma pessoa possa sonhar.

Leia também
O varejo físico está de volta, e cada vez mais digital

Descobertas

Os usuários do Pinterest conseguem descobrir coisas, produtos, ideias que sempre estiveram em sua imaginação. Eles acessam a plataforma de mente aberta, não por acaso, 9 de cada 10 usuários usam o Pinterest para comprar. Eles têm diante dos olhos uma fonte inesgotável de ideias e estímulos visuais diariamente.

É muito simples encontrar ideias visuais do que tentar descobri-las na ferramenta de busca. O que é impressionante na descoberta visual é que ela reflete uma inspiração indefinível do cliente. Há mais de um bilhão de imagens no Pinterest, organizadas e classificadas de forma a serem encontradas por quem procura um objeto específico.

O problema que aflige todos os profissionais de marketing ou de vendas é como podem fazer seus produtos serem descobertos e escolhidos pelos clientes? A descoberta visual do Pinterest é uma resposta efetiva para essa questão. Os consumidores podem fazer buscas visuais, por imagens, usando recursos intuitivos e inteligentes que permitem aos clientes localizar cada vez mais rapidamente o que procuram.

As imagens representam o futuro da personalização, partindo da inspiração, para a descoberta e daí para a venda efetiva do produto idealizado pelo cliente.

Leia também
As estratégias de Macy’s e Target para lidar com a transformação digital

A personalização chega à mesa

Na sequência, e ainda na trilha aberta pela personalização tremenda que o consumidor busca, Jason Ackerman, co-fundador e CEO da Fresh Direct, foi entrevistado por Virgínia Simms, da McKinsey, para responder a uma pergunta central: para onde caminha o comércio online de alimentos?

Jason Ackerman, co-fundador e CEO da Fresh Direct, foi entrevistado por Virgínia Simms, da McKinsey

A evolução da venda on-line de alimentos e refeições é um dos eldorados do varejo e, no Brasil, o principal desafio do e-commerce. Segundo a área de inteligência do Shoptalk, é um setor em ebulição, com muitos novos negócios sendo criados. Compreender como ajustar logística e oferta para entrega rápida, tanto do alimento pronto quanto da refeição que pode ser preparada rapidamente, vai de encontro a um estilo de vida mais fluido e despojado, sem a obrigação da compra recorrente.

Jason diz que a empresa conseguiu organizar uma rede de fornecedores baseada em parceiros locais que abastecem sua cozinha e centro de produção diariamente, para garantir o frescor e qualidade dos alimentos. “Uma das coisas que fazemos, é todo dia fazer testes de produtos no site, colocando sempre um diferente em destaque, o que permite monitorar qual ideia tem mais aderência em determinada época do ano”, diz o CEO.

Leia também 
As lições da Amazon Go para o varejo global

Virgínia, da Mc Kinsey, diz que fica impressionada com a variedade de opções oferecida pela plataforma, e que deve ser complexo gerenciar os dados referentes à tantas escolhas que devem ser geradas diariamente. Jason diz que um dos segredos da Fresh Direct é seguir as expectativas que os clientes têm a partir da qualidade que encontram nas lojas físicas. Nesse sentido, a apresentação do produto, do alimento, é essencial.

O site também se redefine para o cliente conforme a hora do dia, ajustando-se para atender demandas e expectativas diferentes. Assim, a Fresh Direct oferece alimentos diferentes no sábado à noite no domingo à noite, justamente porque a forma de consumo é diferente.

“Acreditamos fundamentalmente que há oportunidades on-line que permitam desenvolver negócios de alimentos frescos, no horizonte futuro, as pessoas vão quebrar a barreira sobre como devem fazer uma refeição. Elas querem soluções, ideias, rapidez e comer melhor, de forma mais saudável”, concluiu Jason.

Essa busca por personalização e identidade no que se compra e no que se come une negócios tão distintos quanto Pinterest e Fresh Direct. E deve também entrar na agenda de nossos varejistas.

Leia também
Mensagem para você: tem robôs querendo vender de tudo






ASSINE NOSSA NEWSLETTER

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

CM 256: Os vencedores do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente

CM 255: Tudo o que você precisa saber sobre o consumidor na pandemia

Você já conhece as Identidades do consumidor?

VEJA MAIS