Esta startup entrega tudo o que você quiser

A James Delivery compra qualquer item que os clientes pedem. A startup acaba de lançar uma funcionalidade que permite fazer os pedidos por comando de voz

Por: - 7 meses atrás

Quando pensamos em um serviço de delivery, logo o classificamos pelo tipo das encomendas, geralmente documentos, comida ou os fretes do e-commerce. Mas uma startup quer mudar este conceito, ou já mudou. O James Delivery oferece um serviço diferente – entrega tudo o que você pedir.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Com a proposta de ser um delivery particular, o aplicativo promete entregar livros, remédios, perfumes e até ração para cachorro. Os entregadores compram qualquer item em qualquer estabelecimento de Curitiba, São Paulo e Balneário Camboriú (Santa Catarina).

“Somos um delivery com características bem especiais. Os brasileiros estão acostumados com o tradicional delivery de restaurantes em que o motoboy sempre faz a entrega da mesma coisa. O James consegue entregar qualquer produto que possamos comprar na cidade e entregar de bike, carro ou moto”, afirma Juliano Heuer, um dos sócios da empresa.

James Voice

Para facilitar ainda mais a vida do consumidor, a startup acaba de lançar uma nova funcionalidade. Agora é possível realizar os pedidos utilizando apenas a voz. O idealizador da James Delivery, Lucas Ceschin, falou sobre a importância do James Voice. “Somos a primeira empresa do mundo a oferecer delivery por comando de voz, facilitando a vida de muitas pessoas atarefadas, que tenham urgência em receber o produto”, diz.

O cliente precisa apenas baixar o aplicativo da empresa, disponível nas plataformas Android e iOS, e fazer o pedido usando o comando de voz. É uma mistura de rapidez e acessibilidade, a função facilita que pessoas com deficiências motoras e visuais usem o aplicativo.

Para criar o James Voice, a startup precisou de meses de estudos. “Para tornar o projeto realidade, nosso time desenvolveu tecnologias de ponta, usando muito suor e inteligência artificial, tornando o ato de fazer um pedido tão simples quanto falar no telefone com um amigo”, explica Lucas.