Vendas no varejo terão aumento contínuo, projeta ACSP

Com base nos dados do IBGE, a Associação Comercial de São Paulo (ACSP) prevê que as próximas pesquisas do instituto apresentarão bons resultados para o varejo

Tempo de leitura: < 1 minuto

25 de abril de 2018

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) prevê crescimento contínuo do varejo brasileiro no acumulado de 12 meses. De acordo com os últimos dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), medida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e considerada a oficial pelo varejo, o varejo avançou 2,4%, em janeiro, e 2,8%, em fevereiro. As projeções para os meses seguintes são boas e indicam saltos positivos para o mercado.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

O órgão comercial aponta aumentos de 3,9%, em março, 4,1%, em abril, 4,5%, em maio, e 4,6, em junho. A variação acumulada nos últimos 12 meses, metodologia utilizada pela ACSP, elimina reflexos do chamado efeito-calendário, como feriados e quantidade de dias úteis.

“Ao longo deste primeiro semestre, o ritmo de recuperação do setor será intensificado, refletindo a melhora do poder aquisitivo das famílias ? dado que a inflação está mais baixa ?, da recuperação do emprego e da maior disponibilidade de crédito”, analisa o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti.

Na avaliação de Burti, “o período pré-eleitoral tende a influenciar menos o consumo das famílias em 2018; a questão política influencia mais o humor do empresariado”. Ele lembra, no entanto, que a base fraca de comparação ajuda para a estimativa positiva de alta de 4,6% em junho, já que no mesmo mês do ano passado o comércio nacional teve queda de 3%.

Leia também:
O que esperar do varejo em 2018?

 




Acesse a edição:

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS