Qualidade de vida no trabalho cresce, aponta pesquisa da Sodexo

Levantamento mostrou que os homens estão mais satisfeitos que as mulheres e que a qualidade de vida no trabalho é maior no Sul do Brasi

Por: - 5 meses atrás

Shutterstock

A satisfação do brasileiro com o seu trabalho cresceu nos três primeiros meses do ano. De acordo com uma pesquisa feita pela Sodexo, a qualidade de vida no trabalho cresceu na comparação com o início de 2017. O índice medido de janeiro a março foi de 6,48 pontos em uma escala de zero a 10. O resultado mostra um aumento de 11% na comparação com os 5,85 registrados nos primeiros meses do ano passado.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

O Índice Sodexo de Qualidade de Vida no Trabalho (IQVT) é uma ferramenta que disponibiliza um teste grátis online, no qual o trabalhador pode medir seu próprio nível de qualidade de vida no trabalho. A pesquisa analisou as respostas de 941 pessoas de todo o País. Para Fernando Consenza, vice-presidente de sustentabilidade da Sodexo, os indicadores positivos divulgados pelo Banco Central, como a projeção de 3,49% para a inflação, influenciaram a visão dos trabalhadores.  “O cenário econômico otimista impactou positivamente a satisfação no trabalho neste início de ano, principalmente em relação às oportunidades relacionadas ao crescimento profissional”, comenta.

Maior satisfação entre os homens

A análise mostrou que os homens estão mais satisfeitos que as mulheres. A média entre os homens foi de 6,54 pontos, enquanto as mulheres tiveram uma média de 6,18 pontos. O fator que mais influenciou a opinião dos entrevistados foi o crescimento pessoal oferecido pela empresa. A média de satisfação neste quesito ficou em 6,32 pontos. O item Facilidade e Eficiência registrou uma média de 6,57, com uma variação negativa de 0,35 na comparação anual. A área de atuação com o maior índice de satisfação foi a de Serviços de Limpeza e Manutenção. Os trabalhadores da área registraram um resultado médio de 6,69 pontos. Houve aumento de 2,47 na percepção dos entrevistados. Já o menor índice foi da área de Serviços Domésticos, com um índice de 5,55 pontos. Já a região Sul do País obteve o melhor resultado de qualidade de vida no trabalho. Os trabalhadores do Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina possuem média de 6,82 pontos na pesquisa.