Vazamento de dados do Facebook atinge até 120 milhões de usuários

Vazamento foi anunciado pelo pesquisador americano Inti De Ceukelaire e envolve a plataforma NameTests, parceira da rede social. Entenda

Por: - 4 meses atrás

Mark Zuckerberg teve de dar explicações ao Congresso Americano e ao Parlamento Europeu devido aos graves vazamentos de dados de usuários de sua rede social. As suspeitas envolviam a manipulação de opinião pública durante o período eleitoral americano e durante o plebiscito do Brexit, em 2016. O problema parece estar longe de uma solução.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Em novo vazamento de dados, o Facebook deixou as informações pessoais de 120 milhões de usuários vulneráveis à exposição. A causa do ocorrido, desta vez, foi o site especializado em testes NameTests, plataforma parceira da rede social. A falha na segurança do aplicativo foi anunciada pelo pesquisador Inti De Ceukelaire, que publicou as informações em seu canal no site de artigos Medium.

Para realizar o diagnóstico, Ceukelaire fez um dos testes disponibilizados no NameTests e descobriu que informações suas como nome, sobrenome, idade e data de aniversário estavam disponíveis em um código JavaScript, o que poderia ser facilmente acessado por terceiros.

Problema recorrente

Vale destacar que o pesquisador entrou em contato com o Facebook para notificar a instabilidade do sistema em 22 de abril. Um mês após o contato, a empresa respondeu informando que o NameTests já havia feito as alterações necessárias para resolver o problema. Na ocasião, o Facebook bonificou Ceukelaire em $8 mil pela colaboração com o problema.