Percepção da qualidade de vida no trabalho cai 13%

Essa é uma das conclusões do Índice Sodexo de Qualidade de Vida no Trabalho 2018. Confira os resultados referentes ao segundo trimestre

O cenário brasileiro parece bom, aos seus olhos? Temos em vista um cenário político indefinido e uma recente piora na previsão de crescimento da economia brasileira apontada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI). Para a empresa francesa Sodexo, esse ambiente Impactou negativamente a percepção do colaborador sobre a qualidade de vida.

A conclusão parte do último resultado do Índice Sodexo de Qualidade de Vida no Trabalho (IQVT) 2018 – ferramenta gratuita que mede a percepção dos brasileiros em relação à qualidade de vida no trabalho, por meio de um teste online. De acordo com a pesquisa, no segundo trimestre de 2018 o IQVT foi de 5,91 pontos (em uma escala de 0 a 10).

O dado representa uma queda de 13% (6,83 pontos) em relação ao mesmo período no ano passado. A análise de 1884 respostas de trabalhadores por todo o País mostrou que todas as dimensões de qualidade de vida no trabalho apresentaram queda no trimestre. O levantamento constatou que os fatores relacionados a oportunidades de Crescimento Pessoal e Profissional (5,55) e Reconhecimento (5,21) obtiveram os menores índices no período.

“A instabilidade econômica, com perspectivas mais pessimistas para o crescimento do PIB, limita o investimento das empresas e isso impacta no ambiente de trabalho” comenta Fernando Cosenza, vice-presidente de Marketing da Sodexo Benefícios e Incentivos. “O resultado mostra que a satisfação com itens relacionados ao reconhecimento dos funcionários, como bônus e benefícios que recebem além do salário, apresentaram uma queda de 5% em comparação ao mesmo período em 2017”.

Confira alguns pontos específicos a respeito do estudo.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS