5 benefícios da tecnologia aplicada ao home office

O home office teve a sua prática regulamentada na nova lei trabalhista. Essa mudança trouxe vantagens variadas para todos os envolvidos e gerou oportunidades de mercado. Entenda

Por: - 6 meses atrás

Mudanças na legislação brasileira trouxeram diversos benefícios tanto para empresas quanto para colaboradores. Um inquestionável exemplo nesse sentido é a regulamentação do home office – formato de trabalho em que o colaborador desempenha suas funções de casa. Antes da Reforma Trabalhista, essa era uma prática que acontecia em algumas empresas de maneira informal – e, consequentemente, sem as ferramentas adequadas.

Hoje, porém, h0á tecnologias que podem ser usadas para garantir desde um espaço adequado de trabalho até o desempenho do colaborador. É o que conta Ricardo Lopes, Gestor de Novos Negócios da BizPRO. Ele revela que a empresa viu como oportunidade justamente a mudança na legislação para, a partir disso, desenvolver uma ferramenta capaz de acompanhar a produtividade do colaborador de forma remota.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A aplicação da tecnologia começou na própria empresa. Apesar de também desenvolver soluções variadas por meio da vertical Altio Soluções Tecnológicas, a BizPRO também oferece serviços de contact center. Foram esses colaboradores, portanto, que experimentaram a tecnologia pela primeira vez.

1. Redução de custos

A ideia é conscientizar o segmento – mesmo indo além do departamento de atendimento ao consumidor – de que os colaboradores podem trabalhar de casa sem que haja perdas para o negócio. Aliás, como explica Lopes, o que existe na verdade é um ganho considerável. “O home office representa uma redução de custo com espaços físicos, uma vez que a abertura de novas PAs exige a disponibilização de mais mesas, computadores, água, luz, telefone, licenças de ramal IP, VDI, Citrix, gravação de voz e até mesmo transporte”, diz.

2. Qualidade de vida

Com a tecnologia, o colaborador ganha, em seu dia, o tempo que passaria dentro do transporte para o trabalho. Também a um ganho com a redução do absenteísmo e aumento da produtividade de 20% a 40% enfatiza Lopes. Com isso, ele pode passar mais horas se dedicando ao próprio desenvolvimento – estudando, por exemplo –, ou até mesmo descansando.

3. Facilidade de gestão

Apesar de o colaborador estar distante do local de trabalho, a solução desenvolvida pela empresa garante a gravação de voz e da tela e consegue acompanhar métricas tradicionais de contact center. Até mesmo o controle de ponto pode ser feito, por meio do horário do login do colaborador na ferramenta. E o diferencial maior foi a criação da função de geolocalização de usuários permitindo a empresa visualizar todos os seus funcionários em home office de modo estratégico.

4. É possível avaliar o ambiente de trabalho à distância

Para cumprir a legislação, segundo Lopes, a empresa precisa homologar o ambiente de trabalho do colaborador, mesmo à distância. Por isso, a ferramenta possui o mecanismo de Snapshots de câmera aleatórios ou programados, tirando fotos do ambiente em que o colaborador está trabalhando. Dessa forma, verifica se há um ambiente de conforto e qualidade e também para evitar que um terceiro tenha acesso as informações da empresa – fatores que precisam ser garantidos.

5. Segurança

Apesar de estar fora do computador da empresa, o colaborador é acompanhado pela ferramenta para garantir questões de segurança. Ou seja, durante o uso da solução, há a garantia de que dados e informações não serão retirados do ambiente de segurança da empresa, podendo assim, bloquear o USB da máquina e não permitir o “print screen” de tela.