Nestlé fecha acordo de US$ 7,15 bi com Starbucks e vai vender cafés da marca

Parceria fortalece o portfólio de produtos da Nestlé e ajuda o Starbucks a expandir globalmente a marca em supermercados e foodservice

A Nestlé fecha acordo de licenciamento de US$ 7,15 bilhões com o Starbucks e vai vender os produtos da marca americana de cafés. Por meio da aliança, as duas empresas trabalharão juntas na linha Starbucks existente de café torrado e moído, grãos inteiros e café instantâneo e em porções. A aliança também aproveitará a experiência e as capacidades de ambas as empresas para trabalhar com inovação, com o objetivo de aprimorar suas ofertas de produtos para os amantes do café em todo o mundo.

“Esta parceria faz parte da nossa agenda de crescimento, dando à Nestlé uma posição incomparável no negócio de café com um conjunto completo de marcas inovadoras. Com Starbucks, Nescafé e Nespresso, reunimos as marcas de café mais icônicas do mundo”, disse Mark Schneider, CEO da Nestlé, em nota. “A excelente colaboração entre as duas equipes resultou na rápida conclusão deste acordo, que abrirá caminho para capturar novas oportunidades de crescimento”, acrescentou.

O acordo fortalece significativamente o portfólio americano de café da Nestlé no segmento de café torrado e moído e em porções. Também ajuda a Starbucks a expandir globalmente a sua marca em supermercados e foodservice, ao utilizar o alcance global da Nestlé.

“Esta aliança é um marco estratégico significativo para o crescimento da Starbucks”, disse Kevin Johnson, presidente e CEO da Starbucks, em nota. “Reunir a maior varejista de café do mundo, a maior empresa de alimentos e bebidas do mundo e a maior marca de máquinas de café domésticas e individuais ajuda o Starbucks, ao mesmo tempo que cria valor para nossos acionistas.”

Aproximadamente 500 funcionários do Starbucks dos Estados Unidos e da Europa vão ser realocados na Nestlé, e a expansão internacional dos negócios será liderada pela sede da Nestlé em Vevey, na Suíça.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS