Coca-Cola estuda incluir um ingrediente extraído da maconha no refrigerante

O ingrediente seria o canabidiol (CBD). A informação foi confirmada por um porta-voz americano da companhia nos Estados Unidos

Pixabay

Um anúncio feito pela Coca-Cola surpreendeu muitos consumidores ao redor do mundo. No último dia 19, a empresa de bebidas confirmou que tem feito estudos para incluir o canabidiol (CBD), ingrediente não psicoativo da maconha, como ingrediente em um dos seus refrigerantes.

O comunicado foi feito pelo porta-voz da gigante do setor de bebidas, Kent Landers. De acordo com reportagem da Bloomberg, a companhia  tem mantido conversas com a produtora canadense de maconha Aurora Cannabis na tentativa de desenvolver o produto.

O canabidiol tem diversas propriedades conhecidas, dentre elas o efeito relaxante, antioxidante e anti-inflamatório. A substância química é frequentemente utilizada para fins medicinais e não servem para intoxicar os consumidores.

Veja a nota na íntegra:

A The Coca-Coca Company divulgou a seguinte declaração a respeito de especulações sobre o interesse da empresa em bebidas com infusão de canabidiol (CBD).

“Não temos interesse em maconha ou maconha. Juntamente com muitos outros na indústria de bebidas, estamos acompanhando de perto o crescimento da CBD não-psicoativa como ingrediente em bebidas funcionais de bem-estar em todo o mundo. O espaço está evoluindo rapidamente. Nenhuma decisão foi tomada neste momento”.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Quanto custa abrir uma franquia de varejo no Brasil?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS