Confiança do comércio cai e atinge pior resultado desde agosto de 2017

A queda do índice de confiança parece refletir a incerteza em relação ao ritmo esperado para a economia nos últimos meses do ano

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 1,2 ponto de agosto para setembro e chegou a 88,7 pontos em uma escala de zero a 200. Com o resultado, o indicador atingiu o menor patamar desde agosto do ano passado (84,4 pontos).

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

A queda da confiança em setembro ocorreu entre empresários de nove dos treze segmentos do comércio pesquisados pela FGV.

Outros índices

O recuo do indicador foi provocado por uma menor expectativa para o futuro, já que o Índice de Expectativas caiu 2,4 pontos, chegando a 92,2, influenciado pela piora do indicador de tendência dos negócios nos seis meses seguintes.

O Índice de Situação Atual, que mede a confiança no momento presente, ficou estável em 85,7 pontos, após quatro quedas consecutivas.

Segundo o coordenador da pesquisa, Rodolpho Tobler, a queda do Índice de Confiança parece refletir a incerteza em relação ao ritmo esperado para a economia nos últimos meses do ano. Os resultados, de acordo com Tobler, mostram que os empresários ainda estão preocupados com o rumo da economia.

(Com Agência Brasil)

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

Vídeos

VEJA MAIS

Revista Consumidor Moderno

VEJA MAIS