Brasileiros desconfiam da eficácia da Lei Geral de Proteção de Dados, diz pesquisa

Um estudo produzido pela Unisys verificou a impressão do brasileiro sobre a Lei Geral de Proteção de Dados do brasileiro. O resultado é preocupante

Por: - 2 semanas atrás

Pixabay

Um estudo chamado Unisys Security Index 2018, produzido pela empresa de nome homônimo, verificou as percepções dos brasileiros sobre a Lei Geral de Proteção de Dados. Uma das constatações é que a maioria dos brasileiros acredita que a lei “não vai pegar”, pois desconfiam da eficácia delas – um engano preocupante, segundo a Unisys.

Segundo a pesquisa, 58% dos entrevistados não estão confiantes de que a lei trará os avanços necessários para proteger os dados mantidos por organizações. O levantamento aponta que apenas 9% dos pesquisados acreditam na eficácia da lei.

A LGPD, sancionada em agosto de 2018, obriga organizações públicas e privadas a cumprirem padrões de segurança para impedir o roubo, vazamento e venda não autorizada de dados pessoais. Apesar dessas precauções obrigatórias, a pesquisa da Unisys indica que a maioria dos consumidores teme que a lei não os beneficiará.

Roubo e fraudes

O estudo também verificou a importância sobre temas relacionados a cyber segurança. Segundo o estudo, os brasileiros demonstraram alto nível de preocupação com roubo de identidade e fraudes bancárias, com 76% e 75% dos entrevistados apontando estar muito ou extremamente preocupado com esses temas, respectivamente. A maioria dos entrevistados (67%) também relatou séria preocupação com segurança pessoal e ataques de hackers e vírus cibernéticos.

“O índice de 2018 mostra que os brasileiros continuam seriamente preocupados com a segurança”, afirma Eduardo Almeida, Presidente da Unisys para a América Latina. “Neste ano, vimos o surgimento da Lei Geral de Proteção de Dados no Brasil, um assunto de grande preocupação para os brasileiros, que não se mostraram confiantes com a eficácia da lei. Esse e outros resultados da pesquisa reforçam a teses de que as empresas devem investir continuamente em soluções de segurança para proteger os dados dos consumidores”, completa o executivo.

O Unisys Security Index 2018 entrevistou 13 mil consumidores entre 19 de agosto e 3 de setembro, em 13 países ao redor do mundo, incluindo mais de mil brasileiros. O estudo global mede o comportamento dos consumidores em uma ampla gama de questões relacionadas à segurança.

Veja outros destaques da pesquisa: