Autoridade britânica sugere mais regulação e diz que Facebook precisa mudar

Líder da agência britânica de supervisão de dados destacou que a rede social precisa alterar “significativamente” seu modelo de negócios. Entenda

Créd: Shutterstock

Atravessando sua maior crise de confiabilidade, o Facebook recebeu mais uma advertência por sua atuação recente. Desta vez, Elizabeth Denham – chefe da agência britânica de supervisão de dados -, disse na última terça-feira, 6, que a rede social deverá alterar seu modelo de negócios de forma significativa e, consequentemente, terá de se enquadrar a regulamentações mais severas.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A líder da Comissão de Informações do Reino Unido destacou que “o Facebook precisa mudar, mudar significativamente seu modelo de negócios e suas práticas para manter a confiança” durante reunião com parlamentares em um comitê.

Histórico

A agente britânica é responsável por investigar a conduta da rede social com dados pessoas de seus usuários depois da denúncia contra a agência de marketing Cambridge Analytica, contratada à época pela campanha do presidente americano Donald Trump. A acusação se pautou pelo acesso irregular aos dados de mais de 87 milhões de usuários da rede social.

Após os sucessivos casos de vazamento de dados, a rede social adotou algumas medidas que buscam reduzir os danos causados pelos escândalos, como atualizar sua política de privacidade e revogar parcerias com bancos de dados que eram parceiros da rede social.

Denham reconhece que algumas medidas foram tomadas, mas alerta que ainda estão longe do ideal. “Acho que a empresa precisa fazer mais e acho que deveria estar sujeita a regulamentações e supervisão mais rigorosas”, destacou.

Vale lembrar que, no final de outubro, o órgão aplicou uma multa de 500 mil libras, o que corresponde a 2,4 milhões de reais, pela violação de dados de usuários no caso Cambrigde Analytica.

Com informações da Reuters.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS