Autoridade britânica sugere mais regulação e diz que Facebook precisa mudar

Líder da agência britânica de supervisão de dados destacou que a rede social precisa alterar “significativamente” seu modelo de negócios. Entenda

Por: - 7 dias atrás

Créd: Shutterstock

Atravessando sua maior crise de confiabilidade, o Facebook recebeu mais uma advertência por sua atuação recente. Desta vez, Elizabeth Denham – chefe da agência britânica de supervisão de dados -, disse na última terça-feira, 6, que a rede social deverá alterar seu modelo de negócios de forma significativa e, consequentemente, terá de se enquadrar a regulamentações mais severas.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A líder da Comissão de Informações do Reino Unido destacou que “o Facebook precisa mudar, mudar significativamente seu modelo de negócios e suas práticas para manter a confiança” durante reunião com parlamentares em um comitê.

Histórico

A agente britânica é responsável por investigar a conduta da rede social com dados pessoas de seus usuários depois da denúncia contra a agência de marketing Cambridge Analytica, contratada à época pela campanha do presidente americano Donald Trump. A acusação se pautou pelo acesso irregular aos dados de mais de 87 milhões de usuários da rede social.

Após os sucessivos casos de vazamento de dados, a rede social adotou algumas medidas que buscam reduzir os danos causados pelos escândalos, como atualizar sua política de privacidade e revogar parcerias com bancos de dados que eram parceiros da rede social.

Denham reconhece que algumas medidas foram tomadas, mas alerta que ainda estão longe do ideal. “Acho que a empresa precisa fazer mais e acho que deveria estar sujeita a regulamentações e supervisão mais rigorosas”, destacou.

Vale lembrar que, no final de outubro, o órgão aplicou uma multa de 500 mil libras, o que corresponde a 2,4 milhões de reais, pela violação de dados de usuários no caso Cambrigde Analytica.

Com informações da Reuters.