Inovação no pulso: a onda dos smartwatches

Condicionamento físico, homenagem a ícones e até opções para deficientes visuais e crianças: veja tendências de smartwatches

Por: - 9 meses atrás

O boom dos smartphones ofuscou um pouco o brilho dos relógios de pulso, mas a tendência é que, com o avanço dos meios de pagamento móveis e das mensagens instantâneas, eles ganhem força e seu uso vá além dos exercícios físicos.

De acordo com o IDC, a venda de relógios inteligentes deve superar a de monitores de atividades físicas até 2022. Para este ano, a expectativa é de que 43,6 milhões de dispositivos sejam vendidos ao longo do ano (um aumento de 15,1% em relação ao ano passado).

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

Confira, a seguir, modelos e tendências para diferentes gostos e bolsos:

A nova série da Apple 


O Apple Watch Series 4 – a mais nova versão do relógio inteligente da gigante americana – vem com diversas funções para a prática de atividades esportivas, como indicação de queima de calorias, monitoramento cardíaco, personal trainer digital e Apple Music. O emparelhamento com o celular também permite checar e enviar mensagens e conversar com a Siri. Entre as opções de pulseiras estão modelos esportivos, em couro e em aço inoxidável (esta última, em parceria com a Hermès, chega a custar a bagatela de R$ 14 mil!).
Preço: a partir de R$ 3.999
www.apple.com/br/

Pulseira fitness

A fabricante chinesa Xiaomi lançou a primeira versão da sua smartband – pulseira utilizada no monitoramento da saúde – em 2014. A terceira geração do dispositivo, lançada em maio deste ano, possui uma bateria com autonomia para até 20 dias de uso com apenas uma carga. Com apenas 20 gramas, o relógio monitora a qualidade do sono e de atividades físicas, vem com suporte para NFC e pode ser utilizado em mergulhos com profundidades de até 50 metros.
Preço: R$ 182
www.mi.com/global/

Pagamento por aproximação

 

A batalha entre Apple e Samsung não se dá apenas na seara nos smartphones. Em setembro, a marca coreana lançou novos modelos de Galaxy Watch com conectividade Bluetooth para que os usuários possam efetuar e receber chamadas e usar a função “carteira móvel digital” por meio do Samsung Pay (via NFC). O dispositivo vem ainda com outros recursos, como monitoramento de stress e sono, sons de relógios analógicos, algumas opções de pulseiras e uma bateria com duração prolongada de até 80 horas.
Preço: a partir de R$ 2.200
www.samsung.com/br/

Tecnologia do Google

A americana Misfit lançou, em outubro deste ano, o modelo Vapor 2 – uma versão mais elaborada de seu primeiro smartwatch. Com o Wear OS, o novo nome do sistema operacional do Google para smartwatches e outros wearables, ele é compatível com iOS e Android, oferece armazenamento e controle de músicas, funções para práticas esportivas e pagamento móvel pelo Google Pay.
Preço: US$ 249
htps://misfit.com/

 

O relógio dos esportistas

Desenvolvido pela Garmin, o modelo Fênix 5 Plus é nova geração de smartwatches multiesporte com GPS. O dispositivo vem com mapas rotativos, armazenamento de listas de reprodução de músicas e sensor para conscientização da saturação de oxigênio no sangue em altitudes elevadas. De quebra, o modelo conta com medição de frequência cardíaca no pulso e dados de mapas integrados.

Preço: a partir de R$ 3.999

Disponível em: garmin.buy

 

Smartwatch em braile

A startup sul-coreana Dot desenvolveu um dispositivo bastante útil aos deficientes visuais, um grupo ainda desassistido pelas tecnologias que dominam o setor. O relógio possui uma pequena tela com 24 pinos inteligentes que mostram até quatro caracteres em braile. Na prática, ao posicionar o dedo sobre ela, o usuário pode não só verificar o horário como ler e-mails. A conexão pode ser feita via cabo USB ou Bluetooth. A expectativa é que a novidade chegue aos mercados americano e canadense por US$ 300.

Homenagem em grande estilo

A Tag Heuer, renomada marca suíça, resolveu homenagear Ayrton Senna, piloto brasileiro eternizado nas pistas da Fórmula 1 e ícone do esporte nacional. Vale lembrar que em 1991, a marca de relógios convidou o piloto para estampar a campanha #Don’tCrackUnderPressure. Desta vez, ela desenvolveu dois modelos que fazem um tributo ao embaixador por meio da reinterpretação do Cronógrafo TAG Heuer Carrera, que exibe o famoso símbolo e o nome de Senna no mostrador e no verso. Limitada a 175 peças, a edição especial custa entre R$ 32 mil e R$ 128 mil.

Mickey mania

O personagem mais icônico da Disney, Mickey Mouse, acaba de completar 90 anos. E, claro, marcas dos mais variados segmentos fizeram lançamentos especiais em homenagem ao personagem, entre elas Vans, Levi’s e Havaianas. A marca de relógios Nixon não ficou de fora e desenvolveu cinco diferentes modelos de relógio com divertidas referências ao desenho. Os preços vão de US$ 75 a US$ 275.


O smartwatch da criançada


A maca Pomo lançou seu primeiro smartwatch com GPS. O intuito do modelo Waffle é ajudar as crianças a entenderem responsabilidades e desenvolverem um nível saudável de independência. Com a mesma funcionalidade dos smartwatches adultos, o modelo vem com funções que permitem, por exemplo, traduzir frases, estimular exercícios físicos com recompensas interativas, criar pequenos lembretes e adicionar locais importantes no mapa. O dispositivo custa US$ 189.

Xô, preguiça

De acordo com pesquisa da Federação Mundial de Obesidade, em menos de uma década, o Brasil deve registrar o preocupante número de 11,3 milhões de crianças obesas. Conhecida por lançar pulseiras inteligentes para o monitoramento de atividades físicas, a Fitbit desenvolveu um modelo especial para crianças a partir de oito anos. O modelo Ace possui uma pequena tela que interage com a criança a partir de informações e frases de estímulo por meio de um software. A plataforma define metas, inclusive para o sono, e cria premiações lúdicas quando as atividades são cumpridas dentro da meta. Disponível nas cores roxo e azul, o modelo custa US$ 99,95.