Qual é o futuro em liderança criativa?

Em artigo, Michael Conrad apresenta insights fundamentais sobre o conceito e prática da liderança criativa. Saiba mais sobre o tema

Por: - 8 meses atrás

Shutterstock

Para questionar qual é o futuro em Liderança Criativa, precisamos primeiro aceitar que o mundo se transformou (e continuará se transformando) drasticamente, e qualquer filosofia que busque injetar criatividade no processo de liderar a mudança precisa, também, ser ágil e constantemente mutável.

Por essa natureza, buscar definições rígidas seria um contrassenso. Entretanto, quando reflito sobre o futuro em Liderança Criativa, vejo certos fatores-chave que sempre permanecerão.

Complexidade

Liderança Criativa é complexa por natureza. No seu âmago está o fator humano. Liderar ideias criativas significa estar aberto à imensa variedade de “fatores humanos”, com características únicas, que movimentam mercados, inovações, tendências, tecnologia e cultura. Da mesma maneira, a Liderança Criativa assume que cada líder é diferente, e traz consigo uma perspectiva. Liderar significa, nesse sentido, um ato constante de equilíbrio, escuta e conciliação do todo e das partes.

Diversidade

Se diferenças são a essência para a criatividade, então a diferença está no coração da Liderança Criativa. A melhor abordagem ao construir negócios criativos é ser o mais diverso possível ao montar suas equipes – tanto aquelas que lhe influenciam quanto as que você empodera. Colocar a diversidade em ação é adquirir lentes que lhe abrem os olhos para enxergar perspectivas e problemas que antes seriam invisíveis ou fáceis de ignorar. E, se você não vê o problema, como você espera encontrar soluções criativas?

Aprendizado

Como líderes criativos, precisamos abraçar com humildade o processo de aprender e desaprender, sem supor que idade é igual a conhecimento, autoridade ou capacidade de inovação. Ao buscar excelência criativa, precisamos estar abertos a feedback e críticas. É nossa responsabilidade, como líderes criativos, nutrir essa atitude em nossas equipes, criando ambientes em que aprender seja libertador, revigorante e, acima de tudo, incentivado.

Comunidade

Na Berlin School, comunidade significa um espaço seguro e imersivo que possibilite aprender, se arriscar, interagir com outros e experimentar. Ao mesmo tempo, Liderança Criativa não acontece em isolamento. Isso significa também estar aberto a novas e desafiadoras perspectivas vindas de outros mercados, de concorrentes e de outras comunidades.

Enfim, qual é o futuro em Liderança Criativa?

Na era do acesso imediato à informação, é tentador olhar para uma solução devidamente empacotada para o futuro da Liderança Criativa, mas isso me parece um paradoxo.

Como líderes criativos, precisamos acreditar que pilares centrais como complexidade, diversidade, aprendizado e comunidades irão nos capacitar para manter nossos olhos e mentes abertos ao novo, de uma maneira que o bem-estar humano, a ética e a excelência criativa estejam sempre em primeiro lugar.