A transformação da experiência a partir de novas gerações

Artigo de Beatriz Oliveira, Head de Marketing da Eventbrite, traz reflexões sobre a importância da experiência do consumidor na experiência de compra

Por: - 6 meses atrás

*Por Beatriz Oliveira

Não é novidade que o comportamento dos consumidores tem mudado a cada dia. Se fizermos uma breve análise, vemos um aumento crescente na busca por experiências positivas. Mais do que o consumo de eventos em si, a nova geração está apta a consumir eventos que tragam algum diferencial e proporcionem algo que não teriam acesso se o organizador não tivesse oferecendo.

Segundo um levantamento realizado pela Euromonitor, líder em pesquisa estratégica para o mercado de consumo, os setores que proporcionam cada vez mais experiências aos seus consumidores projetam crescimento de até 2,5% ao ano. Ainda segundo o estudo, até 2022, a expectativa é que a expansão atinja a marca de 10%. Números que são considerados surpreendentes para o mercado de eventos. Um outro estudo da American Lifestyles – Mintel, ainda projeta que nos próximos cinco anos o gasto total nestas categorias consideradas “não essenciais”, crescerá 22%.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

O fato curioso é que todos esses dados estão ligados a geração Z, representada pelas pessoas que nasceram após os anos 2000, e que estão cada vez mais antenadas e exigentes quanto a experiência de compra. Recentemente, fizemos uma pesquisa nos Estados Unidos que mostrou detalhadamente essa mudança de comportamento. Essa geração costuma valorizar muito mais viver experiências, do que adquirir bens materiais.

Se avaliarmos alguns anos atrás, podemos afirmar que esse cenário era completamente diferente. Possuir o primeiro carro ou comprar a primeira casa eram ambições que as pessoas tinham como foco. Esses pontos já foram fatores importantes para a criação da identidade, mas a geração Z não está tão interessada em ter casa ou comprar um carro, pelo menos não como as anteriores estavam. A realidade é que agora, o valor real está na experiência, não na propriedade.

A verdade é que os jovens acreditam que a felicidade está relacionada em compartilhar momentos e criar coisas novas, ou seja, capturar memórias adquiridas em experiências é muito mais importante do que investir seu dinheiro em coisas palpáveis. Tudo isso mostra que esse mercado está cada vez mais desafiador e temos que ficar sempre mais próximos e ligados em tudo que essa geração está disposta a consumir. Qualquer tipo de mudança é um sinal de que temos que alterar nossas estratégias para proporcionar aquilo que eles buscam, ou seja, experiências singulares.

Vejo uma tendência muito grande na união do mundo on-line com o off-line. Além disso, vale lembrar que a premissa de um bom trabalho com essa geração é entender melhor o consumidor e seu  digital body language, para depois oferecer uma comunicação mais direcionada e assertiva. Tenho certeza que essa mudança de mindset trará bons frutos para seu negócio. Pense nisso!

*Beatriz Oliveira, Head de Marketing da Eventbrite, maior plataforma de tecnologia para eventos e venda de ingressos do mundo