Facebook, Messenger e WhatsApp serão integrados, afirma reportagem

A ideia é que as pessoas conversem entre si a partir de plataformas distintas. Além disso, a empresa promete melhorar a segurança da informação. Entenda

Por: - 2 meses atrás

Crédito: Pexels

Já faz um tempo que Mark Zuckerberg discute internamente a integração entre o Facebook e o seu mais famoso mensageiro: o WhatsApp. Uma reportagem publicada no último fim de semana pelo jornal The New York Times reacendeu essa possibilidade e não apenas isso: ela estaria prevista para o fim de 2019 ou, no mais tardar, no início de 2020.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

De acordo com a reportagem, a ideia da integração é permitir que usuários conversem entre si mesmo usando aplicativos diferentes. Por exemplo: se uma pessoa possui apenas o Messenger, do Facebook, ela poderia mandar texto, vídeo ou áudio para outra que possui apenas o WhatsApp.

A ideia, no entanto, não é encerrar com as plataformas. Cada uma delas funcionaria de maneira independente, mas com uma nova funcionalidade. Além disso, Zuckerberg teria ordenado que as plataformas Messenger (que funciona de maneira independente da rede social) e o próprio Facebook sejam criptografadas, assim como já ocorre com o WhatApp.

O outro lado

Questionado pela reportagem, o Facebook não confirmou a integração, mas confirmou que o processo de criptografia de ponta a ponta em suas outras plataformas. “Estamos trabalhando para que mais dos nossos produtos tenham criptografia de ponta a ponta e consideramos maneiras que facilitem o acesso a amigos e familiares entre as plataformas”, afirmou a companhia em comunicado.