Após repercussão negativa, marca se desculpa por campanha com modelos cobertos de lama

Marca de cosméticos foi alvo de críticas após divulgar ensaio “inspirado” na tragédia que ocorreu no município de Brumadinho. Especialista comenta o caso

Por: - 8 meses atrás

Após a tragédia do rompimento de uma barragem no município mineiro de Brumadinho, a marca Jendayi Cosméticos contratou modelos para realizar o que deveria ser um “ensaio-protesto Brumadinho Clama”. Composta por imagens de modelos cobertos de lama, a campanha foi publicada na página da marca no Facebook e rapidamente foi repelida por seguidores e não seguidores da página.

Embora conte apenas com 666 seguidores, a publicação teve mais de 9 mil reações, 4 mil comentários e 2 mil compartilhamentos, de modo que a grande maioria foi de repúdio ao conteúdo. Em nota, a empresa afirma que não teve a intenção de ofender as vítimas da tragédia. Veja abaixo:

“A Jendayi Cosméticos vem por meio desta pedir desculpas pela má repercussão de campanha veiculada por nós. Em nenhum momento tivemos a intenção de ofender as vítimas do crime ambiental em Brumadinho”, diz um trecho da nota.

Para Rodrigo Helcer, Co-founder da Stilingue – ferramenta de inteligência artificial -, é preciso ter cautela com a mensagem que será comunicada. “Eu costumo utilizar a metáfora de que o rei está o nu. As marcas hoje são os principais ativos de muitas empresas e elas nunca estiveram tão expostas a um consumidor hiper-conectado, exigente e vocal”, diz.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

De acordo com o especialista, faltou atenção ao diagnóstico de uma possível reação em volta da marca. “O principal canal de conversa hoje são as redes sociais. A repercussão é extremamente rápida e a gestão dessas marcas precisam ser real time e imprimir muito bem a opinião da comunidade que está em torno dessa marca. Acho que a marca não se atentou a entender a reação que a comunidade teria em relação a esse posicionamento”, acrescenta.

No cenário onde um erro pode custar caro, a grande maioria de campanhas que obtiveram amplo impacto negativo nas redes sociais foram retiradas do ar, contudo, isso não costuma ajudar na recuperação de imagem da marca. “O que era pra ser uma ação positiva para a marca deles se transformou em uma crise. Isso acontece com diversas marcas, não faltam casos que esquecem de olhar uma parte da história em como as pessoas irão receber aquela mensagem”, explica Helcer.

Celebridades também são alvo de críticas

A modelo Gisele Bündchen e a digital influencer Marimoon publicaram selfies com mensagens que faziam referência ao episódio de Brumadinho, porém, acabaram causando repulsa entre seus seguidores. As duas personalidades excluíram as fotos de seus perfis conforme a repercussão negativa se acentuou.