Campanha da Ovomaltine aposta em inovação com vídeo multitelas

O mercado de Smart TV já conta com mais de 30 milhões de devices no Brasil, de modo que a audiência potencial é estimada em 60 milhões de pessoas

 

Na campanha “Como é que pode” – ação com foco em consumidores do estado de São Paulo -, a Ovomaltine apostou nas mudanças de comportamento nas relações de consumo para aumentar seu marketshare. Desenvolvida pelas empresas smartclip e Accenture, a ação foi a primeira campanha multiplataforma (desktop, smartphones e smatTvs).

Nas SmarTvs a publicidade foi veiculada em portais da Philips e LG e, também, nos aplicativos de conteúdos instalados no suporte. A smartclip desenvolveu um Brand App para a marca onde a audiência conseguia interagir por meio de um QR Code e assistir aos vídeos da campanha. Os filmes obtiveram uma média de 55% de taxa de conversão dos vídeos vistos (view-through rate), ou seja, a cada 10 vídeos acessados, 5 eram vistos até o final dos 35 segundos, resultando em uma alta taxa de engajamento e recordação de marca.

Confira a edição online da revista Consumidor Moderno!

A estratégia central da iniciativa tinha como objetivo aumentar o market share de Ovomaltine e foi desenvolvida com foco na mudança de comportamento de consumo, desmistificando a quantidade de açúcar e trazendo o achocolatado como produto de consumo diário para diferentes ocasiões do dia. Para isso, a marca utilizou publicidade em formatos preroll, brand app, vídeo wall e video skin (ambos formatos de intervenção).

“Com uma estratégia multiplataforma desenvolvida para a marca, conseguimos trabalhar diversos elementos, investindo em combinações cirúrgicas para conectar a mensagem com os targets sugeridos. Na TV conectada, uma plataforma, cuja audiência vem crescendo exponencialmente, trabalhamos com recursos interativos que permitiram veicular não somente vídeos, mas sim uma nova experiência para os potenciais consumidores de Ovomaltine”, destaca Riza Soares, diretora geral da smartclip no Brasil.

Segundo Kauê Cury, líder de estratégia de Comunicação e Canais da Accenture Interactive, a campanha impôs desafios de criação e impacto. “Nós precisamos planejar cada ponto de contato com o cliente da melhor forma e, ao mesmo tempo, entregar a mensagem mais adequada para aquele momento de possível impacto. Quando pensamos na pluralidade de canais que tivemos, foi desafiante, mas ao mesmo tempo muito assertivo. E incluir canais mais nichados, mas com capacidade de interação mais profunda como Smart TVs, foi extremamente válido para compormos essa jornada da forma mais completa possível”, acrescenta o executivo.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

O que esperar da parceria entre Nike e Centauro?

Home office é tendência de trabalho para 2020: veja 5 dicas

“Parasita”: Pessoas, baratas, parasitas e a diluição da identidade

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

Quais são as tendências para 2020. Veja a lista

VEJA MAIS