Conheça a N26, uma startup alemã que promete competir com o Nubank

De origem alemã, a startup surgiu em 2015 e virou um fenômeno na Europa com mais 5 milhões de clientes. Conheça a empresa

Os bancos digitais Nubank, Neon e Inter devem receber a companhia de um concorrente europeu de peso entre o fim deste ano e meados de 2020. Trata-se da N26, uma startup alemã que recentemente confirmou o desembarque no Brasil por meio de um comunicado à imprensa. Hoje, a empresa possui mais de 5 milhões de clientes.

Por enquanto, a empresa não confirma a data exata do início da operação comercial no País. No entanto, sites como o Mobile Time garantem que isso deverá ocorrer no fim deste ou, no mais tardar, até meados de 2020. Seja como for, a empresa já confirmou o nome do executivo que comandará a operação no Brasil: Eduardo Prota, ex-Santander e Cielo e que trabalhou em algumas startups.

“Milhões de pessoas no Brasil estão sofrendo com más experiências bancárias e altas taxas. Penso que a gestão do dinheiro não deve ser uma experiência demorada e frustrante. O N26 foi projetado para simplificar os serviços bancários e capacitará as pessoas no Brasil a assumirem o controle de suas finanças”, afirmou Prota no comunicado da empresa.

Mas o que é a N26?

A empresa foi lançada em janeiro de 2015 e já teria processado mais de € 20 bilhões em volume de transações até hoje. A N26 atua em 24 mercados europeus, possui mais de 5 milhões de clientes e detém cerca de € 1 bilhão em contas N26.

Em janeiro, a N26 anunciou uma rodada de financiamento de US $ 300 milhões, o que representou a maior rodada de financiamento de private equity para uma empresa de fintech na Europa nos últimos anos. Desde 2015, a N26 levantou mais de US $ 500 milhões em investimentos de empresas como Insight Ventures, GIC, a chinesa Tencent e Allianz X, entre outros. Recentemente, a empresa foi avaliada em US$ 2,7 bilhões.

MAIS LIDAS

VEJA MAIS

ÚLTIMAS

VEJA MAIS

As IDENTIDADES do novo consumidor sem rótulos #CM25ANOS

Futuro incerto? O que pensam os futuristas em tempos de crise social

“Contágio” e outros filmes sobre epidemias para ver dentro de casa

Manu Gavassi e sua brilhante estratégia de branding. O que as marcas podem aprender com ela?

A ascenção das newsletters

VEJA MAIS